Pablo e Eder jogaram juntos contra o 4 de Julho

Pablo e Eder jogaram juntos contra o 4 de Julho (Fotos: Rubens Chiri e Paulo Pinto / saopaulofc.net)

Pedro Alvarez *
10/06/2021
08:00
 São Paulo (SP)

Desde a chegada de Hernán Crespo, o ataque do São Paulo é avassalador. Esse bom momento vivido pelo setor ofensivo do campo passa muito pela ótima fase do atacante Pablo, que era alvo de muitas críticas antes de Crespo assumir a equipe. Porém, com Eder no banco sendo um dos principais reforços para a temporada e aproveitando bem as oportunidades recebidas, há uma disputa muito interessante no ataque do Tricolor.

VOCÊ QUE MANDA! QUEM VOCÊ ESCALARIA COMO TITULAR? PABLO OU EDER?


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

No ataque, os números do São Paulo na temporada são ótimos. Ao todo, desde que Crespo assumiu a equipe, o time marcou 58 gols em somente 26 jogos, com uma média de 2,23 gols por partida. Neste período, o Tricolor marcou três ou mais gols em 10 jogos e passou somente cinco partidas em branco.

O camisa 9 da equipe, Pablo, foi autor de nove gols na temporada, sendo o artilheiro do time. Destes, cinco gols foram marcados no Paulistão, um na Libertadores e três na Copa do Brasil. O atacante entrou em campo 17 vezes, tendo uma média de 0,53 gol por jogo.

Com o bom desempenho, Pablo vive seu melhor momento no clube que defende desde 2019. O atleta enfrentou momentos difíceis, lesões e, acima de tudo, muitas dúvidas por parte da torcida. Até o momento, a temporada de 2021 serve para o camisa 9 se firmar na equipe e conquistar a confiança do torcedor são-paulino.

Quanto ao Eder, é necessário, primeiramente, inseri-lo em seu devido contexto. O atleta de 34 anos chegou com seu ritmo de jogo prejudicado após mais de três meses sem jogar e se lesionou pouco depois de sua estreia, o que o deixou de fora da equipe por um bom tempo.  

Entretanto, o jogador conseguiu receber boas oportunidades, entrando em campo 11 vezes na temporada, das quais foi titular em somente três. Nessas oportunidades, o atacante balançou as redes 4 vezes, obtendo uma média de 0,36 gol por jogo.

Na partida diante do 4 de Julho, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, os dois compuseram a dupla de ataque da equipe durante o primeiro temo da goleada por 9 a 1, no Morumbi. Pablo foi autor de um hat-trick e deu uma assistência, sendo o destaque do jogo, enquanto Eder não participou diretamente de nenhum dos gols.

De um lado, um jogador que atua como atacante de referência e é o artilheiro da equipe. Do outro, um atacante de maior mobilidade, que chegou recentemente ao clube como reforço de peso e vai ganhando mais minutos.

Embora possam atuar juntos, Pablo e Eder travam uma disputa muito positiva para o clube no ataque. Com um calendário apertado pela frente e necessidade de rodar o elenco, os dois jogadores são cruciais para a temporada do Tricolor.

* Sob supervisão de Marcio Monteiro