Fábio Lázaro
07/08/2020
18:36
Santos (SP)

Em sua primeira entrevista coletiva como novo treinador do Santos, Cuca deixou claro que o trabalho com o clube é o principal motivador em sua terceira passagem pelo Peixe. Sem trabalhar desde setembro, quando deixou o São Paulo, ele afirmou estar ciente dos problemas administrativos vividos pelo Alvinegro Praiano, e que necessitava de um desafio como esse.

– Chego sabendo dos problemas. Sei as coisas que podem e devem acontecer ao longo do ano. Estou preparado e faço parte da engrenagem. Junto com torcedor, jogadores, diretoria. De repente vamos vender um ou outro, mas não podemos perder a força. Criar alternativas, descobrir novos jogadores. Vou trabalhar direto, não só aqui, na base – disse o treinador.

– Estou muito motivado. E estou muito confiante também. Precisava de oportunidade como essa. Trabalho pelo trabalho, sem pensar em outra coisa. Não é lado financeiro, querer aparecer, é o prazer do trabalho. E estou sentindo que pode acontecer aqui – complementou.

Cuca
Cuca estreará pelo Santos neste domingo (Foto: Ivan Storti/Santos)

Para o técnico, a união do grupo será fundamental para uma “virada” no moral da equipe. Segundo ele, o trabalho é a única alternativa para um momento no qual o Peixe pode perder jogadores, pela delicada situação financeira, e não pode contratar, por conta de uma punição na Fifa.

– Só o trabalho pode salvar toda essa situação e sairmos para quem sabe a busca do título. Aqui só aparece o trabalho, minha grande vontade de que as coisas aconteçam certinho. Não seria só por mim, mas pela junção. Que é Cuca, diretoria, comissão toda. Família Santos. Deixei a minha em Curitiba para vir pra essa – pontuou.

Cuca comandou o treinamento do Santos nesta sexta-feira. Neste sábado, mais uma atividade acontecerá no CT Rei Pelé. O técnico já comandará o clube neste domingo (09), às 16h, na Vila Belmiro, contra o Red Bull Bragantino, pela primeira rodada do Brasilerão.