Cueva - Santos x Mirassol

Cueva em ação contra o Mirassol, no último sábado. Peixe derrotou o Leão, por 1 a 0 (Ivan Storti/Santos FC)

Arthur Faria
15/02/2019
09:00
Santos (SP)

Desde que o nome de Christian Cueva foi especulado no Santos, houve a dúvida se o peruano jogaria ao lado de Jean Mota, destaque do time nesta temporada. O jogador pensa que há espaço para qualquer um no setor.

- Penso que no futebol uma equipe que jogue e corra, todos têm espaço. Jogadores da mesma posição podem jogar juntos, depende do treinador. Quem estiver melhor vai jogar e o outro vai apoiar. Conversei com o Jean, foi um dos primeiros e é um grande garoto, me recebeu muito bem e estou feliz por como ele está indo - falou Cueva.

Jean Mota tem cinco gols em oito jogos, em 2019. Além disso, o meia já afirmou que também pode atuar na lateral esquerda caso o técnico Jorge Sampaoli tenha preferência por outro esquema tático.

Por exemplo, a escalação com três zagueiros também facilitaria a dupla na equipe titular. Jean pode atuar na ala esquerda, enquanto Cueva pode seguir centralizado.

Na vitória contra o Mirassol, Sampaoli mostrou que há espaço para ambos no time titular. Com somente dois zagueiros, Cueva era o responsável pela movimentação, busca da bola no meio-campo e armação de jogadas. Além disso, tinha facilidade em chegar perto da área.

Jean, por sua vez, seguiu perto dos atacantes Yeferson Soteldo e Eduardo Sasha, tendo mais liberdade para finalizar. Vale lembrar que o meia foi o autor do gol do triunfo.

Cueva foi o sétimo estrangeiro a integrar o elenco do Santos. Além do meia, o Peixe tem o venezuelano Yeferson Soteldo, o paraguaio Derlis González, os colombianos Felipe Aguilar e Copete, o costarriquenho Bryan Ruiz e o uruguaio Carlos Sánchez. Somente cinco 'gringos' podem ser relacionados por partida.