José Carlos Peres

José Carlos Peres teve as contas de 2018 reprovadas pelo Conselho Deliberativo do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)

Arthur Faria
15/04/2019
21:47
Santos (SP)

O Conselho Deliberativo do Santos reprovou as contas de 2018 da gestão de José Carlos Peres, o primeiro do triênio para o qual ele foi eleito. A reunião ocorreu nesta segunda-feira, na Vila Belmiro. O relatório elaborado pelo Conselho Fiscal foi aprovado pelos conselheiros. 

Agora, os números de 2018 serão encaminhados à Comissão de Inquérito e Sindicância do Santos, que irá estudá-los para apresentar um novo relatório dizendo se houve ou não "dolo", ou seja, má-fé. O presidente José Carlos Peres tem 15 dias para recorrer da decisão.

Em relatório, o Conselho Fiscal cita que algumas receitas ficaram comprometidas para o restante deste ano, como o repasse dos direitos do meia Felipe Anderson, atualmente no West Ham-ING, para pagar parcelas de dívidas com a Doyen Sports.

As rendas no Pacaembu no ano passado também foram criticadas. O Santos esperava lucrar cerca de R$ 17 milhões nas partidas do estádio, mas faturou quase R$ 6 milhões a menos.

Em um ponto do documento, o Conselho cita que até dezembro do ano passado o Santos tinha 131 processos judiciais em andamento e com avaliação de perda de R$ 30 milhões.