Conselheiros do Santos

Conselheiros do Santos pediram abertura das faturas dos cartões corporativos do Peixe (Reprodução/Facebook)

Arthur Faria
15/04/2019
23:21
Santos (SP)

Os conselheiros Diego Turato, Leonardo Fraga e Wilber Gradi pediram abertura das faturas dos cartões corporativos na gestão de José Carlos Peres no Santos, nesta segunda-feira. 

Os gastos dos cartões corporativos foram colocados no relatório do Conselho Fiscal, mas sem citar valores. Turato, inclusive, chegou a afirmar que há gastos em loja feminina. 

- Infelizmente o presidente do Santos gasta mal o dinheiro do clube. Ele usou o cartão corporativo em loja feminina e abusou dos gastos quando o time tava de férias em dezembro. Estamos de olho e vamos averiguar os gastos do cartão corporativo. Coletamos cerca de 40 assinaturas apoiando nosso requerimento - escreveu em publicação no Facebook. 

Na reunião do Conselho Deliberativo desta segunda, na Vila Belmiro, Peres se defendeu e explicou os gastos dos cartões.

- Foi mercado para o Business Center. Temos um centro de negócios em São Paulo. Eu fiz o ressarcimento em março das minhas despesas. Não tem um problema a mais, encaminhamos ao presidente. Tenho recibo do pagamento em março. Ressarcimos até coisas usadas no Business Center. Tenho tudo isso. Isso (a reclamação) chegou há uma semana, 10 dias, e estamos fazendo o retorno - falou o mandatário santista.

As contas de 2018 da gestão foram reprovadas na reunião do Conselho. A decisão foi tomada por ampla maioria pelos conselheiros do Peixe.