Gustavo Gómez e Luan não jogam juntos desde 26 de fevereiro

Gustavo Gómez e Luan não jogam juntos desde 26 de fevereiro (Cesar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

William Correia
29/03/2019
08:00
São Paulo (SP)

Depois de exatos 35 dias, o técnico Luiz Felipe Scolari deve escalar novamente, neste sábado, Gustavo Gómez e Luan juntos. A dupla não atua desde 26 de fevereiro porque Luan se machucou, mas o mais provável é que estejam no time que enfrenta o São Paulo no Morumbi, no confronto de ida das semifinais do Campeonato Paulista.

Os dois já estão na história do Choque-Rei. Com eles, o Palmeiras alcançou a vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, em 6 de outubro do ano passado, que acabou com um tabu de mais de 16 anos sem derrotar o rival no Morumbi - o último triunfo tinha sido em 20 de março de 2002. O paraguaio, inclusive, fez um dos gols no importante resultado, que manteve o clube na liderança do Campeonato Brasileiro, conquistado pelo Verdão.

Gustavo Gómez e Luan formaram uma das duplas montadas por Felipão quando alternasse os times, no ano passado - a outra tem Antonio Carlos e Edu Dracena. A última partida deles foi em 26 de fevereiro, no 0 a 0 diante do Santos, no Allianz Parque, quando Luan precisou ser substituído.

O zagueiro sofreu um estiramento na coxa esquerda e não atua há oito jogos - contra Junior Barranquilla e Melgar, pela Libertadores, e Ituano, Mirassol, São Paulo, Ponte Preta e Novorizontino (duas partidas), pelo Paulista. Luan estava à disposição para a última terça-feira, no duelo de volta das quartas de final do Estadual, diante do Novorizontino, no Pacaembu, mas não ficou nem no banco de reservas. O que pode indicar que já retornará como titular neste sábado.

Sem o companheiro mais conhecido, Gómez atuou ao lado de Antonio Carlos diante do Santos, quando Luan se machucou, e também contra Junior Barranquilla, Melgar e São Paulo. Fez dupla com Edu Dracena em Mirassol. Mas ficou fora das três últimas partidas, enquanto esteve à disposição do Paraguai.

Nesses três jogos, a maratona foi para Edu Dracena. O zagueiro de 37 anos foi titular contra a Ponte Preta, quando Antonio Carlos estava suspenso por acúmulo de cartões amarelos, esteve ao lado de Vitão, que fez sua estreia no time principal aos 19 anos. Depois, retomou a dupla com Antonio Carlos nos dois duelos diante do Novorizontino.

A probabilidade de Gómez e Luan serem escalados como titulares no Choque-Rei deste sábado é exatamente por conta das seguidas partidas de Antonio Carlos e Dracena. Na filosofia de alternar escalações, implantada desde o ano passado, Scolari evita ao máximo deixar zagueiros jogando consecutivamente. Juninho, inscrito para o mata-mata do Estadual, também é opção.