Brasil x Rússia

Brasil foi derrotado pelo Comitê Olímpico Russo e disputará a medalha de bronze (YURI CORTEZ/AFP)

Web Vôlei
05/08/2021
03:32
Tóquio (JAP)

O Brasil sentiu o pesado saque russo nos momentos decisivos dos terceiro e quarto sets e perdeu para a Rússia por 3 sets a 1, de virada – parciais de 18-25, 25-21, 26-24, 25-23 -, na madrugada desta quinta-feira, pela semifinal do torneio de vôlei masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio e está fora da briga pela medalha de ouro. A disputa pelo bronze será contra a Argentina, que perdeu para a França na outra semifinal. Esta é a primeira vez que os franceses, que lutam pelo ouro contra  os russos, disputam uma medalha na modalidade.

+ Bia Ferreira vence finlandesa e vai à final do boxe nos Jogos Olímpicos

O Brasil, que buscava a sua quinta final olímpica consecutiva – foi campeão em 2004 e 2016 e vice em 2008 e 2012 -, vai disputar a medalha de bronze contra o perdedor de França x Argentina. Leal foi o maior pontuador do Brasil, com 18 pontos. Mikhaylov foi o destaque russo, com 22, seguido por Kliuka, com 15. Lucão marcou 13 pontos, Wallace 11, Lucarelli 10 e Maurício Souza, 9.

Os russos já haviam vencido o Brasil na fase classificatória por 3 a 0. Embora a seleção brasileira tenha jogado melhor do que no primeiro encontro, sentiu dificuldade nos mesmos pontos: em encontrar o ataque rival seja no bloqueio ou na defesa e só sacou bem no set em que venceu, o primeiro.

+ Pedro Barros conquista a medalha de prata no skate park masculino

A seleção brasileira ganhou o primeiro set numa atuação impecável, agressivo no saque e no bloqueio. No segundo, viu a Rússia jogar melhor, mais forte no bloqueio e com um volume de jogo muito bom. Mas o Brasil perdeu o jogo mesmo no terceiro set, quando vencia por 18 a 12 e depois por 23 a 19 e permitiu a virada adversária. O ponteiro Podlesnykh entrou no lugar de Volkov e complicou a vida do Brasil, que enroscou na rede de dois atacantes e não conseguiu virar no ataque. Os russos viraram a partida em 24 a 23, o Brasil chegou a empatar, mas perdeu por 26 a 24.

+ Darlan Romani fica fora do pódio no arremesso de peso nas Olimpíadas

O Brasil nitidamente sentiu o golpe e voltou com uma rotação menor na quarta parcial, desperdiçando contra-ataques. O bloqueio já não encontrava mais os ataques rivais. Os russos, ao contrário, confiantes, jogavam soltos. O Brasil tentava ganhar o jogo no saque e abusou dos erros. E, quando entrava, o saque não incomodava os europeus. Os atuais campeões olímpicos até conseguiram equilibrar o jogo no final, contando com erros da Rússia e após boa passagem de Douglas Souza no saque. Mas, confiante, a Rússia seguiu forçando o saque e manteve a agressividade nos ataques com Kliuka e Mikhaylov para fechar o set em 25 a 23 e o jogo em 3 a 1. Merecida vitória, de uma seleção que, hoje, foi superior ao Brasil.