Athletico PR x Boca Juniors Rubben

Heuler Andrey / AFP

André Schmidt
03/04/2019
10:24

País com mais títulos na história da Libertadores, com 25 conquistas - sete a mais que o Brasil, segundo colocado no ranking -, a Argentina tem também alguns dos principais goleadores de todos os tempos da competição. Apesar do equatoriano Alberto Spencer, que brilhou no Peñarol nos anos 60, liderar a lista, com 54 gols marcados, nomes como Onega, Sarnari e Artime, ex-River Plate, e Beto Acosta, ex-San Lorenzo e Boca Juniors figuram no top 10.

Nesta terça-feira, porém, foi a vez de um hermano brilhar contra um clube do seu país e se colocar entre os 20 maiores artilheiros argentinos na disputa sul-americana. Com três gols na vitória do Athlético Paranaense sobre o Boca, por 3 a 0, Marco Rubén chegou aos 15 tentos em todo o seu histórico na competição, superando nomes como Marcelo Gallardo, Juan Ramón Verón - pai do ex-meia e atual presidente do Estudiantes -, Hernán Crespo e D'Alessandro.

Rubén tem 4 gols neste edição da Libertadores, pelo Furacão. Antes, no entanto, já havia disputado a competição com as camisas do River Plate, em 2006 e 2007, marcando três vezes, e em 2016, pelo Rosario Central, quando estufou as redes em oito oportunidades, sendo o vice-artilheiro, atrás apenas de Calleri, na época atuando pelo São Paulo.

ARGENTINOS COM MAIS GOLS NA HISTÓRIA DA LIBERTADORES
- Dados OGol

1º - Daniel Onega - 31 gols
2º - Sarnari - 29 gols
3º - Artime - 28 gols
4º - Beto Acosta - 27 gols
5º - Riquelme - 25 gols
6º - Pratto - 23 gols
Palermo - 23 gols
8º - Tevez - 21 gols
Ricardo Gareca - 21 gols
Oscar Mas - 21 gols
11º - Scocco - 20 gols
Delgado - 20 gols
13º - Guillermo Schelotto - 18 gols
14º  -Néstor Scotta - 17 gols
Boselli - 17 gols
José Sand - 17 gols
Ermindo Onega - 17 gols
18º - Raffo - 16 gols
Antonio Vidal - 16 gols
20º - Marco Rubén - 15 gols
Ernesto Farías - 15 gols
Rodrigo Palacio - 15 gols