Cassio

Cássio foi decisivo no clássico (Foto:Agência Corinthians)

André Schmidt
23/07/2020
00:09

Um clássico e dois tempos distintos. Assim pode ser definido o duelo entre Corinthians e Palmeiras, realizado nessa quarta-feira. Jogo que marcou o retorno dos dois times após a paralisação em razão da pandemia de Covid-19. Num confronto movimentado, os corintianos levaram a melhor: 1 a 0, gol de Gil, de cabeça, após cobrança de escanteio de Fágner.

O tento do zagueiro acabou contando também com a colaboração de Weverton. Goleiro com a menor média de gols sofridos do campeonato até então, o jogador errou o tempo de bola e falhou na única bola que terminou nas redes. Em contrapartida, do outro lado, Cássio brilhou.

Após um 1º tempo equilibrado, onde o Corinthians finalizou cinco vezes e o Palmeiras quatro, tendo o Alvinegro 48% e o Alviverde 52% de posse de bola, a etapa final foi amplamente dominada pela equipe de Vanderlei Luxemburgo. Foram 15 arremates palmeirenses apenas no 2º tempo, sendo sete deles na direção do gol, contra apenas três do time de Tiago Nunes. A posse também subiu: 60 x 40. Sobrou para Cássio garantir o resultado.

O goleiro terminou o clássico com oito defesas realizadas, sendo cinco delas em batidas de dentro da área. Sem dúvida, o principal jogador do confronto. O que não chega a ser uma novidade na carreira do camisa 12. Essa foi a 10ª vez em 22 dérbis que o arqueiro deixou o gramado sem ser vazado.

* Com dados do Sofascore