Quem foi João do Pulo, aniversariante do dia e lenda do esporte brasileiro?

Brasileiro foi medalhista olímpico em duas ocasiões

image_placeholder-1-aspect-ratio-512-320

Escrito por

João Carlos de Oliveira, conhecido como João do Pulo, herói do atletismo brasileiro, nasceu em 28 de maio de 1954, em Pindamonhangaba, São Paulo. Caso estivesse vivo, o brasileiro estaria completando 70 anos.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Em sua carreira, venceu duas medalhas olímpicas no salto triplo, de bronze, nos Jogos de Montreal-1976, Canadá, e Moscou-1980, então União Soviética.

➡️ Jorge de Sá reforça o time de parceiros de conteúdo do Lance!

A medalha mais lembrada de sua carreira é a de Moscou, já que é uma conquista envolta de uma grande polêmica. Durante a prova, foram anulados três dos seis saltos do brasileiro, um dos quais de mais de 18,00 m, que lhe daria o recorde mundial e a medalha de ouro.

Além disso, João, aos 21 anos, estabeleceu o recorde mundial de 17,89 m, na Cidade do México. Neste mesmo ano, ganhou o apelido de João do Pulo e o mundo conheceu uma nova estrela do atletismo. Era o terceiro estabelecido por um brasileiro, Adhemar Ferreira da Silva saltou 16,56 m em 1955, na segunda edição do Pan, e Nelson Prudêncio 17,27 m em 1968, nos Jogos Olímpicos.

João do Pulo foi recordista mundial e dono de duas medalhas olímpicas no salto triplo.
(Foto: Divulgação)

João sofreu um grave acidente automobilístico em 22 de dezembro de 1981, Via Anhanguera, no sentido Campinas-São Paulo. Após quase um ano de internação na UTI do Hospital Irmãos Penteado, em Campinas, ter passado por 16 cirurgias e quatro paradas cardiorrespiratórias, sua perna direita teve de ser amputada no final de 1982, no que significou o encerramento de sua carreira de atleta.

Nos anos seguintes, estudou Educação Física e entrou na vida política, tendo sido eleito deputado estadual em São Paulo pelo Partido da Frente Liberal, em 1986, e reeleito em 1990. Não conseguiu se reeleger em 1994 e 1998.

Antes de ser internado, sua rotina se resumia a tomar cerveja em um bar no bairro da Ponte Grande, em Guarulhos, onde vivia, e passar o resto do dia trancado, quase sempre em jejum. João do Pulo morreu em 29 de maio de 1999, no dia seguinte ao seu aniversário de quarenta e cinco anos, devido a cirrose hepática e infecção generalizada.

➡️ Jaylen Brown espanta fantasma do passado e é eleito MVP das finais do Leste

João Eleito pela Federação Mundial de Atletismo como o 4.º maior triplista da história, João também teve seu nome marcado na MPB: foi homenageado pelos compositores Aldir Blanc e João Bosco com a canção "João do Pulo".

O atleta recebeu uma homenagem póstuma dos Correios em 15 de outubro de 2016, pelos 41 anos do recorde estabelecido no Pan de 1975, com um selo postal. Em janeiro de 2022, uma estátua de João, obra do artista espanhol Hugo Lukas, foi instalada em Pindamonhangaba, na rotatória que leva o nome do atleta.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter