Pedro Gonçalves é bronze no Mundial de Canoagem Slalom Extremo

Pedro Henrique Gonçalves foi ao pódio em prova não olímpica em Praga (Foto: Cássio Ramon Petry/CBCa)

LANCE!
08/09/2019
17:23
Praga (RTC)

O brasileiro Pedro Henrique Gonçalves garantiu neste domingo a medalha de bronze na prova do K1 Extremo no Mundial de Canoagem Slalom Extremo, em Praga, na República Tcheca. Além da disputa, que ainda não faz parte do programa olímpico, ele competiu no final da madrugada pelo K1 masculino (olímpica) e caiu na semifinal, na quinta etapa da Copa do Mundo. Os dois eventos aconteceram simultaneamente na cidade.

Em uma prova disputada no extremo, Pedro chegou a ficar à frente dos seus concorrentes até a sétima baliza, mas no giro do obstáculo abriu muito e o alemão Stefan Hengst e o russo Nikita Gubenko passaram o brasileiro. No final, eles ficaram com o ouro e a prata, respectivamente.

– Hoje foi um dia muito intenso por aqui. Estou muito confiante agora para disputar a próxima etapa que vai ser a seletiva olímpica na Espanha. Vou curtir essa medalha! A gente é bronze! – falou o atleta, que levou o segundo lugar geral no ranking da canoagem slalom extremo na temporada 2019. Essa é a primeira medalha do atleta em um Mundial Sênior.

Além de Pedro, Fábio Rodrigues também competiu na categoria, mas caiu nas quartas de finais. Entre as mulheres, Marina Souza disputou também as quartas, mas não conseguiu passar para a próxima fase.

Gonçalves disputou duas provas neste domingo. Mais cedo, no final da madrugada no K1 masculino pela quinta etapa da Copa do Mundo, ele terminou a semifinal em 12º lugar. O seu tempo foi de 96.34s, insuficiente para avançar à final. A diferença foi de 0.2 décimos de segundos do último barco que disputou a briga pelo pódio.

Sátila fica em 7º lugar no C1
Depois de ter conquistado a medalha de prata pelo K1 feminino no sábado, Ana Sátila disputou outra semifinal, a do C1. Ela novamente foi para a final, mas teve três toques durante sua descida, o que a deixou com o tempo de 129.87s. Com isso, se despediu na 7ª posição.

A atleta ficou em 2º lugar no ranking geral da categoria, somando todas as provas em 2019.

– Quero agradecer a todos é mais um bom resultado para o Brasil, estou muito feliz por mais essa conquista – disse a mineira. 

Já no K1 feminino, a brasileira ficou em quarto lugar no ranking geral e se consolida como um dos principais nomes na briga por vaga olímpica no Mundial de Canoagem Slalom que acontecerá em La Seu d’Urgell, entre os dias 24 a 29 deste mês.