Brasil x França, Liga Mundial, Bruninho (Foto: Divulgação/FIVB)

Bruninho é capitão da Seleção (Foto: Divulgação FIVB)

Web Vôlei
24/04/2020
17:10
São Paulo

O EMS/Taubaté anunciou, nesta sexta-feira a contratação do levantador Bruninho, 33 anos, capitão da Seleção Brasileira de vôlei e campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016, para a próxima temporada.

O jogador, que defendeu o Civitanova, da Itália, nas duas últimas duas temporadas, tem seis títulos de Superliga na carreira. No total, foram seis temporadas disputando a Liga Italiana de voleibol, onde também defendeu o Modena. Em solo italiano, conquistou sete títulos no total, entre títulos nacionais, um europeu e um mundial de clubes.

O atleta está no Brasil cumprindo o período de quarentena por conta da pandemia do Coronavírus, mas foi oficialmente apresentado em um vídeo gravado e veiculado aos torcedores nas redes sociais do Taubaté.

– Estou muito feliz por podermos anunciar a minha chegada ao EMS Taubaté Funvic. Estou muito empolgado com esse novo desafio na minha carreira e também ansioso para entrar em quadra nessa cidade que abraçou o voleibol. Dentre as razões que me fizeram aceitar esse convite para defender o Taubaté uma das principais é o projeto como um todo, que é vitorioso e vem se mantendo em alto nível dentro do voleibol nacional e agora também na América do Sul – disse Bruninho.

O atleta reforça também que outro fator que pesou na sua escolha em defender o Taubaté nesta temporada é o cunho de envolvimento do projeto com a cidade e com a questão da educação somada ao esporte.

– Taubaté tem esse diferencial de não ser apenas um time de alto rendimento que busca vitórias e o sucesso nas quadras, mas é também um projeto que tem como base a educação e outros projetos sociais do município envolvendo o esporte. Esse tipo de valores eu acho de enorme importância para a sociedade – comenta.

Nas próximas semanas, Taubaté irá anunciar outras novidades, como o técnico argentino Javier Weber, os pontas Maurício Borges e João Rafael, além dos opostos Felipe Roque e Gabriel Cândido.