Ana Marcela Cunha

Ana Marcela Cunha venceu a prova dos 5km do Mundial da Coreia do Sul (Foto: Satiro Sodré/Rededoesporte.gov.br)

LANCE!
17/07/2019
15:32
Gwangju (CDS)

A brasileira Ana Marcela Cunha se tornou na noite de terça-feira a maior medalhista da maratona aquática em Campeonatos Mundiais. O feito foi sacramentado em Gwangju, na Coreia do Sul, com o tetra na prova dos 5km. Ela, que agora soma dez pódios na competição, deixou para trás a holandesa Edith Van Dijk, já aposentada, que tem nove (três ouros, duas pratas e quatro bronzes).

A baiana assegurou o ouro após completar a distância em 57m56s0. A prata ficou com a francesa Aurelie Muller, com 57m57s0, e o bronze com a americana Hannah Moore, que completou o pódio, com 57m58s0. A outra brasileira na prova, Viviane Jungblut, terminou em 21º, com 58m17s4.

– Estou muito feliz. Não é a prova que a gente mais esperava uma medalha, mas ela veio. Eu nunca imaginei ser tetracampeã mundial. Eu não fico pensando: 'Eu preciso ser tetra, preciso ser penta, preciso ser hexa'. Eu só quero dar o melhor e sair da água realizada. É isso que faço a cada prova e acho que as coisas vão acontecendo – falou Ana Marcela. 

A brasileira tem no currículo quatro ouros (25km em 2011, 2015 e 2017 e 5km em 2019), duas pratas (10km em 2013 e prova por equipes em 2015) e quatro bronzes (5km em 2013 e 2017, 10km em 2015 e 2017) em Mundiais.

Ela comemorou o fato de ter encontrado condições favoráveis na água em comparação com a prova olímpica do final de semana. Desta vez, a temperatura foi menor e os ventos estiveram mais fortes.

– Foi uma prova um pouco mais limpa (com menos contato físico) em relação aos 10km. Não valia vaga olímpica, então acho que a galera estava um pouco mais tranquila, menos tensa, e não teve tanta porrada. A água nos 10km mais parada e hoje entrou um vento e tinha uma corrente – analisou a baiana.

Este foi a segundo desafio de Ana Marcela em Gwangju. No sábado, ela disputou os 10 km, distância que faz parte do programa dos Jogos Olímpicos, mas ficou em quinto, após completar o percurso em 1h54m50s5. O resultado garantiu a classificação da atleta para os Jogos de Tóquio-2020. As dez melhores conquistaram a vaga.

Nesta quarta-feira, Ana disputa a prova por equipes, às 20h (de Brasília). Na quinta-feira, a atleta tenta o tetracampeonato nos 25km, na qual é favorita.