(Foto: Marcell Fagundes)

Jonathan Pitbull superou o ex-UFC Thales Leites em duelo de exibição (Foto: Marcell Fagundes)

TATAME
28/09/2019
10:05
Rio de Janeiro (RJ)

A noite de sexta-feira (27) foi de muita emoção em mais uma edição do Shooto Brasil. Na ViVi Arena, localizada no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro, o show de número 96 levantou o público presente. No combate principal do card, um duelo repleto de experiência.

Com mais de 60 lutas somadas na carreira, Zezão Trator e Marcão “Bad Face” levantaram o público, com Marcão saindo vencedor por decisão unânime dos jurados. A noite contou ainda com o retorno do ex-UFC Felipe Olivieri, um rosto muito conhecido do Shooto. Ele enfrentou Taffarel Brasil e o duelo acabou sem resultado após Olivieri sofrer uma dedada no olho, para frustração do público presente. Outro destaque foi um gesto de amor e inclusão. A luta de exibição entre o ex-UFC Thales Leites e Jonathan Pitbull, faixa-preta de Jiu-Jitsu e portador de Síndrome de Down, cativou o público e também fez a festa.

A luta principal do Shooto 96 colocou frente a frente dois atletas com muita bagagem. Zezão Trator e Marcão “Bad Face” protagonizaram um duelo estudado e equilibrado, principalmente no início. No segundo round, Trator foi pra cima e por pouco não conseguiu o nocaute, assim como Marcão, em uma reviravolta um pouco depois. No round final, ambos partiram para o tudo ou nada e a luta virou uma trocação franca, mas ninguém caiu. Ao final dos 15 minutos, melhor para Marcão, que venceu por decisão unânime.

No co-main event, a presença de um velho conhecido. Felipe Olivieri, um dos nomes mais antigos da Nova União e com passagens pelo Shooto Brasil desde a longínqua sétima edição. Ele encarou Taffarel Brasil, mas o desfecho não foi o esperado. Depois de amassar o adversário durante o primeiro round, Olivieri sofreu uma dedada no olho no segundo assalto, que o impediu de continuar na luta, encerrada sem resultado.

O evento contou ainda com outras oito lutas e os destaques foram as vitórias de Luciano Benício, Rangel de Sá e Paula Bittencourt. Enquanto o primeiro fez um grande duelo diante de Ricardo Coco e levou a melhor por finalização com um belo katagatame, o segundo bateu Paulo Henrique Laia com um lindo nocaute, para delírio de sua torcida. Já Paula fez ainda mais bonito. A lutadora aplicou um nocaute relâmpago sobre Ana Costa Índia, que começou com um diretaço. O card contou ainda com a vitória de José Delano sobre Jean Mumuzinho e o triunfo de Wallace Angola sobre Gabriel Taborda, ambos por finalização. João Paulo King, Tayron Pedro e Valmir Silva foram os outros vencedores da noite de ação no Rio de Janeiro.

Público vibra com luta de exibição

Tradicional gesto de inclusão do Shooto, a luta de exibição entre o faixa-preta de Jiu-Jitsu e portador de Síndrome de Down Jonathan Pitbull diante do ex-UFC Thales Leites cativou o público presente na ViVi Arena. E Jonathan fez bonito, mesmo com o resultado em segundo plano. Com habilidade na arte suave e confiante depois de duelos da mesma forma diante de Léo Santos e José Aldo, ele finalizou Thales e fez a festa.

RESULTADOS COMPLETOS:

Shooto Brasil 96
ViVi Arena, no Flamengo (RJ)
Sexta-feira, 27 de setembro de 2019


Marcão Bad Face derrotou Zezão Trator por decisão unânime dos jurados
Taffarel Brasil x Felipe Olivieri foi declarado “No Contest” (sem resultado)
Rangel de Sá derrotou Paulo Henrique Laia por nocaute no 1R
Wallace Angolano finalizou Gabriel Taborda com um mata-leão no 3R
Luciano Benício finalizou Ricardo Coco com um katagatame no 2R
José Delano finalizou Jean Mumuzinho com uma kimura no 3R
João Paulo King derrotou Thiago Tico por nocaute técnico no 1R
Tayron Pedro derrotou Yarley Junior por decisão unânime dos jurados
Paula Bittencourt derrotou Ana Costa Índia por nocaute no 1R
Valmir Silva derrotou Antonio Júnior por nocaute técnico no 2R

Luta de exibição
Jonathan Pitbull finalizou Thales Leites com um mata-leão no 2R