Augusto Sakai vem se recuperando de lesões antes de retornar ao octógono (Foto reprodução Instagram @augustosakai)

Sakai vem se recuperando de lesões antes de retornar ao octógono (Foto reprodução Instagram @augustosakai)

TATAME
18/10/2020
12:49
Rio de Janeiro (RJ)

Por Diogo Santarém

Invicto no UFC até então, Augusto Sakai conheceu sua primeira derrota na organização – e segunda na carreira – no último dia 5 de setembro, quando acabou superado por Alistair Overeem na luta principal do UFC Fight Night 176. Na ocasião, o peso-pesado brasileiro até começou bem a disputa, mas viu Overeem crescer de produção e, com uma sólida estratégia, vencer por nocaute técnico no quinto round.

Pouco mais de um mês após o combate, Sakai revelou, em entrevista à TATAME, que teve quatro costelas lesionadas (duas deslocadas e duas quebradas) durante o encontro com Overeem. O brasileiro evitou dar desculpas, mas ressaltou que as lesões foram, sim, determinantes para o triunfo do holandês.

- Acho que faltou eu continuar dentro da estratégia do primeiro round (para sair com a vitória). No segundo round eu aceitei muito o jogo de grade, tomei uma joelhada que machucou minha costela e comprometeu toda a luta. Primeiro foram duas costelas deslocadas, depois quebrei mais duas, e isso comprometeu muito, foi determinante para a vitória do Overeem. Porem, mérito dele também - disse Augusto, que completou:

- Quero deixar bem claro que não é desculpa, meu rendimento foi comprometido, mas mérito dele que acertou os golpes. Agora é repouso. Costela é uma parte do corpo bem chata de recuperar, não pode mexer muito, então foco total na recuperação. Estou sem previsão de volta por enquanto”.

Aos 29 anos, o curitibano agora ostenta um cartel com 15 vitórias, duas derrotas e um empate. No Ultimate, eram quatro triunfos consecutivos até o revés para Overeem, e segundo Sakai, faltou um pouco de calma para talvez definir o duelo no começo: - Acho que faltou um pouco de calma nos momentos em que eu encurralei ele. Acho que tive um pouco de pressa demais, mas precisava de calma para liquidar a luta - apontou.

Passado o confronto, o foco total de Augusto agora é na sua recuperação. O peso-pesado se disse aberto para uma revanche com Overeem no futuro, mas pregou calma e vai aguardar o andamento da categoria.

- Vou ficar alguns meses parado, então não tenho nenhum nome em mente (para enfrentar). Uma revanche no futuro seria bem-vinda. Vamos ver como vai ser o desenrolar na categoria para, no futuro, pensar nisso - concluiu.