(Foto: Reprodução)

Popó não vê com bons olhos retorno de Tyson aos 53 anos (Foto: Reprodução/Instagram/@popofreitas)

TATAME
12/07/2020
10:15
Rio de Janeiro (RJ)

Por Diogo Santarém

Com uma forma física impressionante nas redes sociais, Mike Tyson anunciou neste ano que vai retornar aos ringues, aos 53 anos. A informação agitou a internet e os fãs pedem por uma trilogia com Evander Holyfield – que também abandonou a aposentadoria em 2020. Já a imprensa especula nomes para o retorno de “Iron Mike”.

Acelino Popó Freitas, tetracampeão mundial, comentou com a TATAME sobre esta volta de Tyson, que não luta desde 2005. O ex-lutador é contra o retorno e acha que os vídeos publicados pelo norte-americano nas redes sociais não condizem com a realidade de uma luta profissional.

- Tudo na vida tem um começo, meio e fim. Com 53 anos, eu estaria cuidando da minha mente, da cabeça, do meu corpo, não trazendo mais traumas. O Mike Tyson foi campeão com 21 anos, se não me engano, mundial dos pesados. O mais importante é a saúde. Eu vejo muita gente se empolgando com o Tyson fazendo 5 ou 10 segundos de treino, batendo como leão e tudo - comentou Popó, que seguiu:

- Eu sempre falo: o Boxe não são 10 segundos, são três minutos cada round. Bate e apanhar em três minutos é diferente do que você bater na mão do treinador por 5 ou 10 segundos. Até eu coloco uma sequência de golpes impressionante em 10 segundos. E todo mundo vai achar que eu vou voltar também. Mas quando você faz um treinamento de 3 minutos com intensidade, não é a mesma coisa, não - apontou.

Entre os meses de maio e junho, a organização Bare Knuckle Fighting Championship (BKFC), que organiza lutas de Boxe sem luvas, revelou que fez uma proposta de US$ 20 milhões para realizar um duelo de Tyson contra Wanderlei Silva. O “Cachorro Louco” aceitou a oferta de US$ 10 milhões e ainda ironizou a recusa de “Iron Mike”. Popó disse que é fã do brasileiro, mas achou que foi uma atitude “oportunista” do compatriota.

- O Wanderlei Silva eu gosto muito dele, sou fã dele, mas vou usar a palavra oportunista. Ele está aproveitando a oportunidade, vi que ele e o Vitor (Belfort) já estão se estranhando também. Acho que não tem nada a ver, o Wanderlei é lutador de MMA, não é lutador de Boxe. Os caras confundem (BKFC) e perdem o respeito com o campeão que foi o Mike Tyson - concluiu o ex-pugilista de 44 anos.