(Foto: Reprodução/Instagram)

Johnny Walker sofreu sua primeira derrota lutando pelo Ultimate (Foto: Reprodução/Instagram)

TATAME
03/11/2019
13:40
Nova York (EUA)

Após impressionar com três belos nocautes em seu início de trajetória no Ultimate, Johnny Walker conheceu sua primeira derrota lutando pela organização no último sábado (2), no UFC 244, em Nova York (EUA). O brasileiro não teve chances diante de Corey Anderson e foi nocauteado pelo americano ainda no primeiro round, sofrendo seu terceiro revés no MMA.

Diante de todo favoritismo colocado em Walker antes do confronto e também dos debates que giravam em torno do brasileiro ser o próximo desafiante ao cinturão dos meio-pesados, Corey Anderson desabafou depois de conquistar a importante vitória e, ainda no octógono, além de provocar o Johnny com palavras, fez algumas das danças que ficaram notabilizadas pelo adversário ao longo do seu período na organização.

Depois do combate, no entanto, Anderson utilizou suas redes sociais para pedir desculpas pelo comportamento: - Eu quero dizer que peço desculpas ao Johnny Walker, fãs, amigos, família e meus atletas anteriores pelo modo como me comportei. Não é assim que eu sou como pessoa ou profissional. Eu fui ensinado a ser um bom esportista. E não foi isso o que aconteceu. As emoções tiraram o melhor de mim - postou o americano.

Jon Jones e Borrachinha também provocam

Campeão meio-pesado do Ultimate, Jon Jones também esteve atento ao combate entre Corey Anderson e Johnny Walker, e não economizou nas provocações ao brasileiro. Logo após o término do confronto, “Bones” publicou um emoji de silêncio direcionado a Johnny e aos fãs que esperavam por um duelo imediato entre os dois atletas. Já em um novo tweet afirmando que “só há um campeão”, o americano acrescentou.

- Já era meu presente de Natal que viria mais cedo. É exatamente por isso que eu só deixo esses pesos meio-pesados falarem - ironizou o campeão Jon Jones, um dos recordistas de vitórias dentro do Ultimate.

Atleta da categoria peso médio e invicto no MMA, com 13 vitórias, Paulo Borrachinha também aproveitou para comentar sobre a dura derrota sofrida pelo compatriota Johnny Walker. - Johnny Walker foi atropelado e nocauteado. A culpa foi só dele ou de todos os Fãs/Jornalistas/Comentaristas que diziam que ele poderia vir a ser o campeão? - indagou o brasileiro, que mais tarde, sem citar nomes, publicou um novo tweet. - Falar todo mundo fala. Mas falar e fazer é mais difícil, poucos conseguem - completou Borrachinha.