Marcello Salazar e Diego Gamonal receberam prêmios pelos serviços prestados à polícia americana

Marcello Salazar e Diego Gamonal receberam prêmios pelos serviços prestados à polícia americana (Foto: divulgação)

LANCE!
10/02/2022
12:23
Rio de Janeiro (RJ)

O Jiu-Jitsu é uma das artes marciais mais eficientes do mundo e, desde os anos 90, se tornou um grande aliado dos profissionais da área de segurança e das forças militares no mundo todo, em especial nos Estados Unidos. Diversos professores da arte suave, na maioria brasileiros, ensinam técnicas de defesa pessoal e contenção de ameaças em combates corpo a corpo nos departamentos de polícia americano. Recentemente, os professores da Brazilian Top Team Diego Gamonal e Marcello Salazar Bergo receberam prêmios pelos serviços prestados à polícia americana.

“Eu sou ‘Sheriff Deputy’, no caso um policial e xerife aqui. Eu trabalho há seis anos no Jacksonville Sheriff Office. Estive na SWAT, sou instrutor de tiro e de táticas de defesa, e também trabalho na patrulha. Receber esse prêmio é uma honra muito grande. Aqui no meu departamento eles dão muito valor aos treinos de Jiu-Jitsu. Inclusive eles possuem um programa de Jiu-Jitsu. Na academia de polícia eles treinam todos os dias. Não é um Jiu-Jitsu de competição e sim um treino mais focado no trabalho policial”, explicou Salazar, faixa-preta formado por Murilo Bustamante e líder da BTT Jacksonville, na Flórida.

Já Diego Gamonal, que comanda a BTT Texas, conta com um programa onde dá aulas gratuitas duas vezes por semana para as forças policiais do Estado. Ele conta que muitos gostam tanto dos treinos que acabam se tornando alunos da academia e ainda levam a família toda para praticar Jiu-Jitsu.

“As aulas acontecem em um ambiente mais amigável e confortável para os oficiais. A maioria deles acaba gostando e se identificando com a arte suave e passam a treinar diariamente. E, muitas vezes, esses policiais acabam trazendo toda a família para a academia. Minha intenção é realmente ajudar os policiais, já que são eles que nos protegem. Com a ajuda e incentivo do meu faixa-marrom Jason Hernandez, que é detetive da polícia, criamos esse programa. É muito gratificante ser homenageado com o prêmio de “Apreciação de serviços prestados ao Departamento de Polícia de San Antonio” como reconhecimento pelo trabalho que estamos fazendo. Nunca fiz pensando que receberia algo desse tipo, pois na minha cabeça esse treinamento é a minha forma de agradecer a policia por colocar suas vidas em risco por nós”, concluiu Gamonal.