xxx

PH ao lado do treinador Renato Dominguez: lutador vive bom momento (Foto: Future FC MMA)

TATAME
07/10/2021
13:33
Rio de Janeiro (RJ)

Paulo Henrique, ou apenas “PH Laia”, como é conhecido, vem ganhando cada vez mais destaque no cenário brasileiro de MMA. Atleta da RD Champions, onde treina com Renato Dominguez, o lutador chegou à equipe através de um projeto social realizado pelo professor Paulo Josino no Rio de Janeiro. Paulo logo impressionou nos treinos e, mesmo com as dificuldades que encara pela deficiência auditiva, tem despontado como um dos grandes nomes da sua categoria.

- Sem dúvida o Paulo é um grande exemplo de superação, ele é um grande guerreiro, chefe de família, pai de gêmeos, treina todos os dias e acredita muito no seu sonho. Hoje ele está despontando como um dos melhores pesos-leves do país - disse o treinador Renato Dominguez.

Aos 29 anos, Paulo acumula dez vitórias e quatro derrotas no seu cartel profissional. Especialista no jogo de solo, ele venceu quatro dos seus últimos cinco compromissos. Na melhor fase desde que iniciou no MMA, ele atualmente ocupa a terceira colocação no ranking que classifica os melhores atletas do país nos leves, e ainda aparece no Top 15 na lista peso-por-peso.

- Meu filho sempre foi um lutador, desde que ele nasceu, pra mim não foi surpresa nenhuma pois sempre foi um guerreiro, não poderia ser diferente se tornar um lutador profissional e fazer disso a sua vida. É tudo bem difícil para todos, pois passamos muitas coisas quando ele era menor, então temos aquela preocupação, ficamos nervosos, mas sempre com a certeza de que ele já é um vencedor na vida - declarou a mãe do lutador ao falar sobre o filho.

Criado em Madureira (RJ), Paulo, quando adolescente, acabava entrando em algumas brigas por conta de sua desvantagem auditiva e dificuldade de se comunicar, mas logo foi ganhando maturidade e através do projeto social de Paulo Josino soube direcionar sua energia para o MMA. De olho em grandes desafios na carreira, o atleta tem como sonho assinar com o UFC, evento que já teve Matt Hamill, lutador surdo que brilhou na organização entre os anos de 2006 e 2013.

- Meu maior sonho como lutador é chegar ao maior evento de lutas do mundo (UFC), e no pessoal/profissional é ter mais pessoas como eu no mundo da luta e dos esportes, sendo reconhecidos pelos seus talentos e não pelas deficiências. Sou surdo e quero ser reconhecido como o grande lutador que sou, e não somente por ser surdo, me esforçar para poder realizar todos os sonhos da minha família, ter a minha casa própria e dar tudo que eu não pude ter aos meus filhos - comentou Paulo, que se comunica através da linguagem de sinais.

Em sua última apresentação no cage, Paulo derrotou Felipe Cruz por finalização (mata-leão) em uma das principais lutas do Road to Future 3, que aconteceu no mês de agosto. De olho na sua décima primeira vitória e no posto de melhor peso-leve atuando no Brasil, o lutador encara Marcus Rodrigues “Tizim Gladiador” no Arena Global 14, evento que acontece no próximo dia 9 de outubro, no Rio de Janeiro. O combate será válido pelo título peso-leve.