(Foto: Divulgação)

Bruno Gafanhoto vai disputar cinturão peso-galo do KSW neste sábado (Foto: Divulgação)

LANCE!
22/10/2021
08:50
São Paulo (SP)

Às vésperas de disputar novamente o título peso-galo (61 kg) do KSW, Bruno Gafanhoto está confiante que, desta vez, o resultado será outro e o cinturão voltará com ele para o Brasil. Entre os principais motivos que explicam seu otimismo, o atleta da equipe Chute Boxe Diego Lima destaca o bom trabalho feito no processo de perda de peso visando a pesagem do evento, que acontece nesta sexta-feira (22), em Lodz, na Polônia.

Acostumado a cortar uma grande quantidade de peso para lutar na divisão dos galos, Gafanhoto ressaltou a importância de ter tido dois meses de preparação antes da disputa deste sábado (23), contra Sebastian Przybysz, o que facilitou o processo e amenizou o desgaste pelo agressivo corte de peso. Esta situação, de acordo com a jovem promessa do MMA nacional, se mostrará fundamental para o seu bom desempenho no co-main event do ‘KSW 64’.

- O corte de peso tem sido excelente. Eu tive dois meses para perder peso. Estava com 77 kg quando eu comecei a melhorar minha alimentação e meus treinos. Estou descendo de 77 (kg) para 61 (kg). Vim para a Polônia com 69 kg e estou descendo um quilo por dia, tranquilamente, só mantendo o protocolo da dieta. Agora, no último dia, eu vou desidratar 3 ou 4 kg - declarou Bruno ‘Gafanhoto’, antes de completar.

- Vai ser bem tranquilo dessa vez. Estou me sentindo muito bem, me sentindo muito forte, mesmo com a perda de peso. Estou treinando bem aqui. Então, vai ser tranquilo bater o peso e depois me recuperar bem. Eu tenho costume de recuperar de 10 a 14 kg - contou.

Além do relativamente confortável processo de perda de peso, o paulista tem outros motivos para chegar otimista para a disputa deste sábado. Se em dezembro do ano passado, quando foi derrotado por Antun Racic e perdeu a oportunidade de conquistar o título peso-galo do KSW, a preparação para o combate deixou a desejar, desta vez, Gafanhoto não tem do que reclamar. Pelo contrário, o jovem de 22 anos – recém-chegado à equipe Chute Boxe Diego Lima – promete apresentar sua melhor versão no cage do evento polonês.

- Minha expectativa é a melhor possível. A última vez que eu lutei pelo cinturão, eu não estava preparado, não estava treinando bem, tinha acabado de sair da Covid, e, mesmo assim, quase ganhei no segundo round. Mas infelizmente eu me senti muito cansado e o rendimento caiu - ponderou Gafanhoto, antes de continuar.

- Mas para essa luta, eu tive dois meses de preparação, estou treinando muito bem, me sentindo muito bem, estou em uma equipe que é uma das melhores do mundo, que é a Chute Boxe Diego Lima. Fiz a melhor preparação possível e, junto com o corte de peso certinho, vai mostrar um Bruno Gafanhoto diferente. Vou estar na minha melhor fase, tanto fisicamente, como psicologicamente e espiritualmente - finalizou.

No MMA profissional desde 2017, Bruno Gafanhoto soma dez vitórias e duas derrotas em seu cartel. Neste sábado, o brasileiro terá a oportunidade de alcançar a maior conquista de sua carreira, ao medir forças com Sebastian Przybysz, no co-main event do KSW 64, em Lodz, na Polônia, em duelo válido pelo cinturão peso-galo da organização.