Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol (Foto: CLAUDIO REYES / AFP)

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, confirmou o duelo (Foto: CLAUDIO REYES / AFP)

LANCE!
24/11/2018
19:30
Buenos Aires (ARG)

Um dos jogadores que mais sofreu com os efeitos do gás de pimenta após o ônibus do Boca Juniors ter sido atacado por alguns torcedores do River Plate na chegada ao Monumental de Nuñez, palco da segunda partida da final da Libertadores, Pablo Pérez saiu do Sanatorio Otamendi, um hospital da região, com o diagnóstico de seu problema. 

De acordo com os médicos do hospital, o volante está com uma úlcera na retina do olho esquerdo e, por isso, não possui condições de entrar em campo, sendo um desfalque confirmado para Guillermo Barros Schelotto, técnico do Boca Juniors. 


Apesar disso, Alejandro Domínguez, presidente da Conbembol, confirmou que a partida vai começar às 20h15 (horário de Brasília), já que os médicos da instituição não conseguiram identificar essa lesão em Pérez ou qualquer outro machucado que os outros jogadores do Boca alegam ter sofrido na chegada do estádio. 

River x Boca - Perez
Pablo Pérez saiu dessa forma do hospital (Foto: Divulgação/Twitter)

Confira a nota divulgada por Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol
"Me dirijo a todos para informá-los que os eventos ocorridos antes da partida no qual jogadores do Boca Juniors alegaram que sofreram lesões de pele superficiais no membro superior, inferior, facial e no tronco, do mesmo jeito que dois jogadores estão com problemas na córnea, não puderam ser confirmadas pela nossa equipe médica.

Por conta dessa situação, consideramos que, por conta do ponto de vista de nossos médicos, não existe razões para uma eventual suspensão da partida."