twitter logo
twitter logo
twitter logo
twitter logo

CBF recebe proposta de quase R$ 1 bilhão para trocar Nike por rival

Puma e Adidas estão interessadas em patrocinar Seleção Brasileira a partir de 2027

53612530507_7e12eb2f54_k-aspect-ratio-512-320

CBF tem contrato com a Nike até o fim de 2026 (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Lance! - 06/05/2024 - 12:10

Lance! - 06/05/2024 - 12:10

A CBF recebeu proposta de quase R$ 1 bilhão por ano para trocar a Nike como fornecedora de material esportivo da Seleção Brasileira. A informação foi publicada inicialmente pelo site "Uol".

A oferta teria sido da Adidas ou da Puma, empresas que estão interessadas em patrocinar a Amarelinha a partir de 2027. O atual vínculo da Nike com a CBF foi assinado em 2007 por Ricardo Teixeira e é válido até o fim de 2026.

➡️ Acompanhe os negócios no esporte em nosso canal. Siga o Lance! Biz no WhatsApp

💰 Quanto a Nike paga atualmente à CBF?

A Nike, que veste a Seleção Brasileira desde 1996, paga US$ 35,5 milhões (cerca de R$ 180 milhões, na cotação atual) por ano à CBF. A confederação vê defasagem de valores no contrato e pretende ganhar muito mais no próximo acordo de fornecimento de material.

➡️ Quanto a CBF ganha de seus patrocinadores? Veja valores e evolução ano a ano

💸 Proposta recebida pela CBF

A oferta recebida pela CBF é de quase R$ 1 bilhão por ano - cerca de cinco vezes maior que o atual contrato da Seleção. Além dos valores, a proposta tem outras pontos positivos em relação ao acordo com a Nike:

  • Pagamento de royalties sobre a venda de camisas da Seleção;
  • Abertura de lojas e participação nas vendas.

Internamente, a oferta feita pelo concorrente da Nike é considerada pela CBF como a maior proposta de um fornecedor de material esportivo para seleções. A Alemanha, por exemplo, fechou um acordo com a marca norte-americana e deve receber 100 milhões de euros (R$ 545 milhões, na cotação atual) por ano.

➡️ Valor pago pela Nike para patrocinar seleção alemã é ‘inexplicável’, diz CEO da Adidas

De acordo com a reportagem, a Nike voltou a procurar a CBF recentemente depois de perceber o assédio das marcas rivais. Um dos principais executivos da empresa teria viajado ao Brasil para conversar com a cúpula da CBF.

Sede da CBF

CBF tem proposta milionária para trocar a Nike (Foto: Divulgação/CBF)

Compartilhetwitter logofacebook logowhatsapp logo
share logo

Relacionados