twitter logo
twitter logo
twitter logo
twitter logo

Para onde vai o dinheiro da Seleção Brasileira? Entenda finanças da CBF

Em 2023, entidade registrou um faturamento recorde de R$ 1,172 bilhão e superávit de R$ 238,4 milhões

000_34MD8KT-scaled-aspect-ratio-512-320

Seleção Brasileira renda milhões à CBF anualmente (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP)

Lance! - 02/05/2024 - 11:45

Lance! - 02/05/2024 - 11:45

A CBF registrou, em 2023, um faturamento recorde de R$ 1,172 bilhão. O Lance! Biz, inclusive, mostrou que a entidade fatura mais que todos os clubes brasileiros, com exceção do Flamengo. A maior parte das receitas está relacionada aos direitos de transmissão e os patrocínios ligados à Seleção Brasileira.

➡️ Acompanhe os negócios no esporte em nosso novo canal. Siga o Lance! Biz no WhatsApp

💰 Faturamento da CBF em 2023:

Direitos de transmissão e comerciais: R$ 538,2 milhões
Patrocínios: R$ 527,9 milhões
Bilheteria e premiações: R$ 45,8 milhões
Registros e Transferências: R$ 31,2 milhões
Legado: R$ 18,5 milhões
CBF Academy: R$ 9,2 milhões
Programa de Desenvolvimento: R$ 1,1 milhão

💸 Mas, afinal, qual é o destino deste dinheiro?

A maior parte da grana (R$ 527,4 milhões) é destinada para o “fomento do futebol nos Estados”. A descrição faz parecer que os recursos são aplicados em campinhos ao redor do país, mas, na verdade, é o dinheiro que a CBF coloca nos caixas das federações estaduais.

Nesta linha, também estão incluídos os investimentos da entidade com a operação das Séries D, C e B do Brasileirão, dos regionais Copa do Nordeste e Copa Verde e do Brasileirão feminino. São gastos com mídias, ações de marketing, arbitragem, exames antidoping, transportes e hospedagens.

➡️ CBF bate recorde de receita em 2023, mas fica atrás do Flamengo

Outra despesa significativa acontece com as Seleções Brasileiras (masculina, feminina e de base). Ao todo, a CBF teve um gasto superior a R$ 170 milhões com comissão técnica, delegações, passagens, alimentação, hospedagens e demais itens necessários para a operação das Seleções, nas competições e amistosos realizados ao longo do ano, além dos custos de manutenção da Granja Comary.

Há também um custo alto com pessoas vinculadas à própria CBF. Somente em 2023, foram gastos R$ 162 milhões em funcionários, serviços de terceirizados, intermediários, consultorias, auditorias, assessorias e demais despesas administrativas.

➡️ Qual é o tamanho da fortuna de Pedro Lourenço, novo dono da SAF do Cruzeiro?

💰 Despesas da CBF em 2023:

- Seleção Principal: R$ 87 milhões
- Seleções de Base e Femininas: R$ 86,5 milhões
- Fomento do Futebol nos Estados e Competições: R$ 527,4 milhões
- Despesas Operacionais: R$ 162,3 milhões

Mesmo com tanta despesa, sobra muito dinheiro. Os lucros são frequentes na CBF. Ao fim de 2023, a entidade registrou um total de R$ 1,04 bilhão em caixa ou equivalentes de caixa. O valor corresponde
aos saldos de depósitos bancários e investimentos financeiros de curto prazo, com alto índice de liquidez.

Sede da CBF

Sede da CBF na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação/CBF)

Compartilhetwitter logofacebook logowhatsapp logo
share logo

Relacionados