Fluminense x Cruzeiro - Yony Gonzalez

Votação no STJD feita por auditores termina 5 a 2 e não pune Grêmio por racismo (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

LANCE!
09/07/2019
10:32
Porto Alegre (RS)

O Grêmio foi absolvido em caso de uma suposta injúria racial contra o atacante do Fluminense Yony González. Com a sentença feita pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na última segunda-feira, o Tricolor Gaúcho não precisa pagar a multa de R$ 30 mil. O resultado da votação dos auditores terminou em cinco votos a dois por falta de provas.

O caso aconteceu pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro na partida entre Grêmio e Fluminense (4 a 5), em Porto Alegre. Em vídeo, uma torcedora não identificada sugeria ter chamado o atacante do Fluminense, Yony González, de 'macaco'.

Com isso, a Procuradoria acusou o clube por suposta discriminação racial cometida. Em primeira instância, os auditores puniram o clube com multa de R$ 30 mil. Após a decisão, clube e Procuradoria recorreram ao Pleno.

Após análise do caso, o relator do processo, Auditor Mauro Marcelo de Lima e Silva afirmou que não houve provas suficientes para punição do Grêmio. 

- A prova da Procuradoria é uma versão editada que se dissipou. Faltou a Procuradoria escutar e auscultar melhor o material e produzir um laudo pericial. Face ao escasso material faltou um aprofundamento fonético. É evidente que a intolerância e o preconceito devem ser combatidos. Encaminho meu voto no sentido que a condenação deve ser revista absolvendo o Grêmio por insuficiência probatória - justificou.

Os auditores João Bosco, José Perdiz e Arlete Mesquita votaram pelo absolvição do Grêmio, assim como o presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho.