Atlético-PR x Coritiba

Clássico Atletiba foi cancelado no último domingo, na Arena da Baixada. (Foto: Reprodução)

LANCE!
21/02/2017
00:25
Curitiba (PR)

Em nota postada no site oficial, o Paraná comentou a polêmica envolvendo a Federação Paranaense de Futebol (FPF) e a dupla Atletiba. O time paranista deu razão a entidade máxima do futebol do Estado, que alegou pessoas sem autorização em campo, enquanto os clubes falaram que o jogo cancelado foi devido a transmissão pelo Youtube.

O texto foi postado há quatro horas, mas não foi divulgado em suas redes, como Twitter e Facebook. O Tricolor também não cita diretamente os rivais Atlético-PR e Coritiba. A diretoria paranista elogiou o procedimento de organização da imprensa feita pela FPF, similar a da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O clube paranaense diz que "tal conduta resultou em um melhor ordenamento na distribuição dos profissionais de imprensa no entorno do campo, inclusive atendendo às prioridades das emissoras de tevê e rádio envolvidas nas transmissões dos jogos". Na sequência, o texto diz que as normas devem ser seguidas pelos 12 participantes do Estadual, de forma igualitária.

O posicionamento vai na contramão do que o Paraná pregou nas eleições de 2015, quando se juntou com a dupla Atletiba e apoiou Ricardo Gomyde, opositor de Hélio Cury, que acabou reeleito. No ano passado, aliás, a direção azul, vermelha e branca também se revoltou com a cota de R$ 900 mil oferecida pela Rede Paranaense de Comunicação (RPC).

O Tricolor bateu o pé até a primeira rodada e depois acabou aceitando o valor - Atlético-PR e Coritiba receberam R$ 2,2 milhões cada. Nesta temporada, sem a presença dos rivais, a quantidade diminuiu para R$ 450 mil.

Com a manifestação, o Paraná segue o exemplo de Foz do Iguaçu e Cascavel, que também se pronunciaram a favor da entidade.

Confira a nota oficial:

"O Paraná Clube vem, por meio desta, esclarecer alguns fatos ao seu torcedor e ao público em geral no que diz respeito ao credenciamento de imprensa:
Esta diretoria sempre defendeu o princípio da igualdade nas competições em que participa. Desde 2015, o clube aprovou o credenciamento dos profissionais de imprensa através da Federação Paranaense de Futebol. Mesmo que este procedimento tenha onerado os nossos borderôs, entendemos ser um caminho necessário para a perfeita ordem nos jogos realizados no Campeonato Paranaense.

Aliás, um formato similar ao que já é adotado pela Confederação Brasileira de Futebol no Campeonato Brasileiro. Tal conduta resultou em um melhor ordenamento na distribuição dos profissionais de imprensa no entorno do campo, inclusive atendendo às prioridades das emissoras de tevê e rádio envolvidas nas transmissões dos jogos.

Esta regulamentação é aplicada em todos os jogos do Paraná Clube, na Vila Capanema, sem maiores problemas. Acreditamos que este seja o modelo a ser seguido por todas as doze equipes que disputam o Campeonato Paranaense, garantindo assim o princípio de isonomia a todos os integrantes da competição, respeitando-se o regulamento e as normas estabelecidas – e assinadas pelos clubes – para a disputa da competição nesta temporada 2017.

Conselho Gestor".