Wilson Witzel é o candidato ao Governo pelo PSC

Wilson Witzel é o governador do Rio de Janeiro (Foto: Alexandre Araújo)

Marcello Neves e Sergio Santana
12/04/2019
13:27
Rio de Janeiro (RJ)

Flamengo e Fluminense assinaram, nesta sexta-feira, o contrato de gestão do Maracanã, mas o Vasco apareceu como um dos protagonistas do evento. Wilson Wizel, governador do Rio de Janeiro, falou sobre a postura do clube Cruz-Maltino, que não mostrou proposta para administrar o estádio, mas não concorda com a decisão conjunta com a dupla Fla-Flu.

- Lamentável (postura do Vasco), ele poderia ter participado. Não participou porque não quis. Agora ele está esperneando. Isso não é papel de dirigente de clube. O Vasco não será prejudicado, será só se o presidente tomar atitudes como essa. O próprio presidente do clube, com essas decisões, está prejudicando a equipe - afirmou.

O governador afirmou que o gestor do estádio será o Flamengo e que a decisão de compartilhar as decisões com o Fluminense é uma opção do próprio clube Rubro-Negro. Ao Tricolor, resta conseguir a certidão negativa de débito para entrar na gestão de forma 'oficial'.

- Flamengo é permissionário, Fluminense é interveniente. Mas os clubes combinaram que as decisões vão ser compartilhadas. Se ele (Flamengo) quiser dividir as decisões da gestão com o Fluminense, é problema dele. Eu vou cobrar do Rubro-Negro.Assim que o Fluminense conseguir a CND, ele se torna permissionário - comentou.

Além disso, o governador comentou, de forma breve, sobre os novos custos de operação do estádio. Wilson afirmou que o mandante terá grande parte da renda, além de contar com o dinheiro vindo da alimentação.

- O mandante ficará com a renda, excluídos os custos de administração de uma forma leve, mais a arredação dos valores de comidas e bebidas - bradou.