LANCE!
02/06/2018
12:33
São Paulo (SP)

O São Paulo ignorou completamente a vantagem obtida pelo Corinthians no jogo de ida e conquistou a Copa do Brasil sub-20 pela terceira vez neste sábado com uma goleada de 4 a 0 no Morumbi. O Timão havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1 na Arena, mas foi totalmente dominado na volta, terminou a partida com um jogador expulso e um baile do adversário, embalado pela torcida. O Tricolor abriu os portões de sua casa, sem cobrar ingresso, para um público de 25 mil pessoas. 

Entre os torcedores, estava o meia Lucas, atualmente no Tottenham (ING), que iniciou na base do Corinthians, mas teve toda sua formação no São Paulo. O jogador já havia ido ao Morumbi na última quarta-feira acompanhar a vitória do time profissional sobre o Botafogo e vibrou com o título da base.

Meia Lucas acompanhou a decisão na arquibancada do Morumbi
Meia Lucas acompanhou a decisão na torcida do São Paulo (Foto: Reprodução)

Conquista e goleada que começaram a ser construídos já no início. O São Paulo começou a partida em outro ritmo, muito mais intenso do que o Corinthians. Abriu o placar aos cinco minutos com Gabriel Novaes e, com 25 jogados, já tinha acertado duas bolas na trave. Um passeio, que foi aumentado com o gol do ótimo Toró no fim do primeiro tempo, contando com a ajuda de uma falha grotesca do lateral Carlos Henrique, que treina com o time profissional. A vantagem de 2 a 0 já dava o título ao Tricolor. 

Ao Corinthians, totalmente entregue, restava apelar para as faltas. Foram inúmeras e duas delas sepultaram as chances. A primeira permitiu ao zagueiro Walce marcar um golaço em cobrança de falta no ângulo. O 3 a 0 levou o Morumbi à loucura, que já gritava campeão. Na sequência, o Timão teve Ronald expulso. 

A superioridade numérica abriu espaço para o massacre, consolidado com um outro golaço. Após nova lambança, desta vez do goleiro Diego, a bola sobrou para Gabriel Novas, que tocou de cobertura. Um golaço para coroar com classe a goleada e o título são-paulino, terceiro na Copa do Brasil da categoria - conquistou também em 2015 e 2016.

As escolhas de Tite para a Copa da Rússia 2018