LANCE!
20/06/2021
20:26
Pedro Alvarez São Paulo (SP)

Em clássico paulista pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos teve atuação coletiva melhor que o São Paulo, marcou dois gols ainda no primeiro tempo e saiu com a vitória por 2 a 0, voltando a vencer na competição. O resultado estendeu a má fase do Tricolor, que ainda não triunfou na disputa nacional.

>> VÍDEO: Assista aos dois gols da vitória do Santos sobre o São Paulo

Agora, os dois times voltam a campo para a próxima rodada do Brasileirão. O Santos pega o Grêmio, na quinta-feira (24), às 21h30, em Porto Alegre, enquanto o São Paulo encara o Cuiabá, na quarta-feira (23), às 19h, no Estádio do Morumbi.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS RESULTADOS DO BRASILEIRÃO

PRIMEIRO TEMPO COMEÇA TRUNCADO

A partida começou com bastante equilíbrio, com os dois times mostrando muita qualidade na marcação. O São Paulo foi muito bem ao pressionar com intensidade a saída de bola do Santos. Com isso, a bola longa passou a ser uma necessidade em alguns momentos para o time da casa.

Nos ataques do Peixe, principalmente com Marinho, o Tricolor se segurou e conseguiu impedir jogadas perigosas e em velocidade, embora muitas faltas tenham sido cometidas por Reinaldo nos minutos iniciais do jogo. Assim, o começo do jogo foi bastante travado, com poucas oportunidades de gol.

>> ATUAÇÕES DO SANTOS: Marinho é protagonista na vitória

>> ATUAÇÕES DO SÃO PAULO: Lizeiro falha em derrota tricolor

SANTOS ABRE O PLACAR COM BELO GOL DE MARINHO


Aos 27 minutos de jogo, com dificuldades para sair com passes curtos, o Santos optou pela bola longa com muito sucesso. Camacho fez ótimo lançamento para um belo domínio de Jean Mota, que ajeitou a bola para Marinho. O atacante veio de trás em liberdade, clareou e finalizou para o gol. O santista ainda contou com um pouco de sorte devido a um desvio de Bruno Alves, que matou o goleiro Tiago Volpi no lance.

O gol foi crucial para o Santos, que ganhou mais calma na partida e para  Marinho, que retomou moral em meio à fase conturbada pela qual passou nos últimos jogos. Em uma partida truncada, o bom lançamento e a qualidade individual dos jogadores do ataque santista fizeram a diferença. O volume de jogo do Peixe cresceu após o gol.

LUCIANO SENTE A COXA E DEIXA A PARTIDA

Perto do fim do primeiro tempo, aos 39 minutos, o atacante Luciano esticou a perna esquerda para disputar a bola e rapidamente levou a mão à parte de trás da coxa, indicando que sentiu dores. O atacante prontamente fez um gesto para o banco de reservas, pedindo substituição.

Aos 42 minutos, a troca foi efetuada e o camisa 11 deixou o campo para a entrada de Joao Rojas. Luciano deixou o gramado chorando e, caso seja confirmada uma lesão, pode se tornar mais um dos desfalques da equipe, que sofre com outros dois casos de lesão muscular e, contra o Santos, teve o retorno de Benítez, que se ausentou também por um estiramento na coxa.

LIZIERO FALHA E SANTOS AMPLIA NO FIM DO PRIMEIRO TEMPO

Aos 43 minutos da primeira etapa, o volante Liziero falhou feio ao recuar mal a bola para o goleiro Volpi. Errando o passe com a perna direita, o camisa 14 deixou Kaio Jorge e Gabriel Pirani sozinhos com o goleiro, que foi pego de surpresa. O atacante só ajeitou, tirando de Volpi, e deixou Pirano com o gol aberto para apenas empurrar a bola e ampliar o placar.

O gol coroou a superioridade do Santos no primeiro tempo. O time da casa criou mais, correu mais, aproveitou os erros do São Paulo e conseguiu terminar o primeiro tempo com o 2 a 0 no placar. Mesmo em um jogo de poucas chances de gol, o Peixe conseguiu jogar melhor, enquanto o Tricolor não conseguiu desenvolver seu futebol na Vila Belmiro.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA DISPUTADO

Na volta do intervalo, os dois times mostraram mais empenho nos minutos iniciais do jogo. Logo de cara, o Peixe teve uma grande oportunidade em uma falta perigosa cobrada por Kaio Jorge e defendida por Tiago Volpi. Na sequência, o Tricolor atacou bem com velocidade e quase descontou o placar.

SÃO PAULO TEM GOL ANULADO PELO BANDEIRINHA 

Aos nove minutos do segundo tempo, em jogada de velocidade, Igor Vinicius aproveitou a sobra de um passe de Eder e finalizou, a bola foi tirada pela defesa, mas, no rebote, Igor fez de cabeça. O gol, porém, foi anulado pelo bandeirinha, que identificou um impedimento de Eder na origem do lance.

MARINHO QUASE FAZ GOLAÇO

Aos 16 minutos do segundo tempo, em uma falta de longa distância, Marinho levou muito perigo ao acertar um chute muito forte no travessão de Volpi. Na sobra, Kaio Jorge quase fez de cabeça, mas o goleiro pegou a bola em cima da linha.

VAR ENTRA EM JOGO EM LANCE POLÊMICO


Cinco minutos depois, aos 21 do segundo tempo, Liziero foi derrubado no fundo do campo, caindo dentro da área. O jogador pediu pênalti, mas o juiz marcou uma falta fora da área. O VAR foi acionado, confirmando a decisão do árbitro. O lance foi bastante polêmico, gerando dúvidas sobre o veredito do VAR, pois Liziero parece estar em cima da linha. 

BENÍTEZ VOLTA, MARINHO DEIXA O CAMPO LESIONADO

Aos 25 minutos da segunda etapa, o atacante Marinho deixou o campo no carro médico, dando lugar a Lucas Braga, voltando de lesão. Do lado do São Paulo, uma volta marcante: Benítez voltou a jogar pelo Tricolor após se recuperar de lesão muscular.

SÃO PAULO PRESSIONA NO FIM

Nos minutos finais da partida, o Tricolor apertou bastante o Santos, em busca de um gol para ao menos diminuir o placar. Com a volta de Benítez, a criação do São Paulo melhorou, mas não foi o suficiente para balançar as redes do Peixe e nem ao menos levar muito perigo ao gol de John.

FINAL DE JOGO LONGO

Ao fim da segunda etapa, o árbitro acrescentou sete minutos devido às pausas do jogo. Nos minutos finais, o goleiro John se lesionou e precisou de atendimento, fazendo o juiz dar mais quatro minutos de acréscimo. Mesmo com o goleiro do Peixe prejudicado, o São Paulo não conseguiu chegar ao gol.

Assim, a partida terminou com uma vitória de 2 a 0 do Santos, na Vila Belmiro. Com o placar, o Peixe chega a sete pontos na competição, enquanto o Tricolor segue com somente dois pontos somados.

SANTOS 2 X 0 SÃO PAULO
Data e hora: 19 de junho de 2021, às 18h15 (horário de Brasília)
Local: Vila Belmiro
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF);
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Fabrício Porfírio de Moura (SP)
Gols: Marinho (27'/1ºT) (1-0), Gabriel Pirani (43'/1ºT) (2-0)
Cartões Amarelos: Kaio Jorge e Zanocelo (SAN), Reinaldo, Gabriel Sara, Igor Vinicius e Benítez (SAO)
Cartões Vermelhos: -

SANTOS
John; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Camacho (Vinícius Baliero, aos 34'/2ºT), Jean Mota e Gabriel Pirani (Zanocelo, aos 33'/2ºT); Marinho (Lucas Braga, aos 25'/2ºT), Kaio Jorge (Danilo Boza, aos 49'/2ºT) e Marcos Guilherme (Madson, aos 49'/2ºT).
Técnico: Fernando Diniz

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Diego Costa (Léo, aos 35'2ºT), Bruno Alves e Reinaldo; Igor Vinicius, Liziero, Gabriel Sara (Benítez, aos 26'/2ºT), Rigoni (Talles, aos 35'2ºT) e Welington; Luciano (Rojas, aos 41'/1ºT) e Éder (Galeano, aos 26'/2ºT)
Técnico: Hernán Crespo

Comemoração Santos
Santistas comemoram o segundo gol (Foto: Ivan Storti/Santos)