Daniel

Principal motivo pelo crime teria sido o envolvimento com uma mulher casada (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

LANCE!
31/10/2018
14:54
São Paulo (SP)

Nesta quarta-feira, a Polícia Civil do Paraná ouviu o principal suspeito pelo assassinato do meia Daniel, de 25 anos, encontrado morto em um matagal, no último sábado, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. De acordo com as autoridades, o motivo do crime envolveu uma paixão.

As investigações avançaram nos últimos dias e a polícia colheu depoimentos de amigos e familiares. Até o momento, sabe-se que Daniel estava em uma festa na sexta-feira e depois teria ido para o apartamento de uma amiga. A suspeita é que ele tenha se envolvido com uma mulher casada.

- Foi algo com bastante maldade, quem fez estava com muita raiva. Tudo isso será apurado. Possivelmente, foi uma morte dolorosa, não morreu no momento - detalhou o superintendente Edimilson Pereira, da Delegacia de Polícia Civil de São José dos Pinhais.

Daniel pertencia ao São Paulo e estava emprestado para o São Bento (SP). O meio-campista surgiu nas categorias de base do Cruzeiro. Antes de se tornar profissional, reforçou o Botafogo em 2013, no qual teve espaço na equipe principal e se destacou no ano seguinte. Em dezembro de 2014, chegou a conversar com o Palmeiras, mas foi reprovado nos exames médicos e acabou contratado pelo São Paulo.