Ricardo Bueno - Operário-PR

Foto: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF

Futebol Latino
25/07/2021
20:28
Ponta Grossa (PR)

No estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Operário-PR vence o Coritiba pelo placar de 1 a 0. O gol que deu a vitória ao Fantasma saiu ainda no primeiro tempo. Após lançamento de Fábio Alemão, Ricardo Bueno foi oportunista e finalizou com maestria para marcar o único gol do jogo. Com o resultado, o Operário-PR sobe para o 8º lugar, com 21 pontos ganhos. Já o Coritiba, mesmo com a derrota, permanece na vice-liderança, com 25 pontos.

placeholder

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

CALENDÁRIO
Na próxima rodada, o Operário enfrenta o Goiás, no estádio da Serrinha, em Goiânia. Já o Coritiba recebe o Náutico, líder da competição, no Couto Pereira, em Curitiba. Ambas as partidas serão disputadas no dia 30 de julho.

O jogo

PRIMEIRA CHANCE FOI DO OPERÁRIO-PR
Jogando em casa, o Operário-PR já foi logo no ataque e mostrou para o Coritiba que não tinha medo do vice-líder do Brasileiro da Série B. Aos 9 minutos, após roubada de bola no meio-campo, Leandro Vilela resolveu arriscar e acertou um belo chute, mas Willson estava bem colocado para espalmar para fora.

CORITIBA EQUILIBRA O JOGO
Após o lance da defesa do goleiro Wilson, o Operário-PR ainda dominou por mais alguns minutos o jogo, mas sem levar grande perigo ao goleiro Simão. Mas a partir dos 20 minutos, o Coritiba conseguiu equilibrar a partida. O problema é que, assim como o Fantasma, time do Coxa tinha muita dificuldade em criar oportunidades de perigo.

GOL DO OPERÁRIO-PR
Tudo indicava que o primeiro tempo iria acabar empatado. Mas o Operário-PR conseguiu achar o seu gol e descer para o intervalo com a vantagem no placar. Aos 35 minutos, Fábio Alemão conseguiu ótimo lançamento, Ricardo Bueno entrou cara a cara com Wilson e bateu no canto para inaugurar o marcador: 1 a 0 Fantasma.

CORITIBA VOLTA MELHOR DO INTERVALO
O Coxa veio para o segundo tempo determinado a buscar o empate. Durante 15 minutos, o time Coritiba procurou criar boas oportunidades de gol, mas a dificuldade na criação impediu que as chances de perigo surgissem.

OPERÁRIO-PR QUASE MARCA, MAS TEM JOGADOR EXPULSO
Já que o Coritiba não assustava, o Operário-PR resolveu ir ao ataque e nessa decida quase que o gol dos donos da casa saiu. Djalma Silva bateu bem o escanteio e quase enganou o goleiro Wilson, do Coxa.

O susto fez o Coritiba acordar novamente para o jogo e ir para cima atrás do empate. E ainda contou com a ajuda de volante Leandro Vilela, do Fantasma, que colocou a mão na bola, e por já ter tomado o cartão amarelo minutos antes, acabou sendo expulso.

CORITIBA VAI PARA O ABAFA, MAS OPERÁRIO SEGURA A PRESSÃO E VENCE O JOGO
Jogando com um a mais, o Coritiba foi com tudo para cima atrás do gol do empate. Na base do abafa, os paranaenses conseguiram criar ótimas oportunidades, principalmente quando a bola saia dos pés de Robinho.

Das chances criadas, a mais clara de todas foi em cabeçada de Léo Gamalho. Pelo lado direito, Val acertou um cruzamento na medida. Bem colocado, o centroavante testou com estilo, a bola lambendo a trave, mas não entrou. O Operário-PR vence o Coritiba e sobe na tabela de classificação.

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO-PR 1 x 0 CORITIBA – CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B – 14ª RODADA
Estádio: Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR)
Data/Horário: 25 de julho de 2021, às 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Marcus Vinicius Gomes (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)
VAR: Leonardo Sígari Zanon (PR)
Cartões amarelos: Leandro Vilela (OPE), Matheus Sales e Rafinha (COR)
Cartões vermelhos: Leandro Vilela (OPE)
GOL: Ricardo Bueno, 35’/1ºT.

OPERÁRIO-PR (Técnico: Matheus Costa)
Simão; Alex Silva, Fábio Alemão, Reniê e Fabiano; Leandro Vilela, Leandrinho (Marcelo Santos, aos 28’/2ºT) e Rafael Chorão (Rodolfo Filemon, aos 35’/2ºT); Felipe Garcia (Thomaz, aos 17’/2ºT), Ricardo Bueno (Jean Carlo, aos 35’/2ºT) e Djalma Silva.

CORITIBA (Técnico: Gustavo Morínigo)
Wilson; Val, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Jhony Douglas (William Alves, aos 32’/2ºT), Matheus Sales (Robinho, no intervalo), Rafinha (João Vitor, aos 20’/2ºT) e Valdeci (Igor Paixão, no intervalo); Léo Gamalho e Waguininho (Biel, aos 51’/2ºT).