Náutico x Juventude

(Reprodução/SporTV)

Futebol Latino
22/08/2020
18:41
Recife (PE)

Não foi dessa vez que o Náutico conquistou sua primeira vitória no Brasileirão Série B. Após sair na frente abrindo 2 a 0 de vantagem, a equipe pernambucana acabou sendo surpreendida pelo Juventude, que chegou a virar o placar para 3 a 2, porém correu atrás do prejuízo e decretou o empate em 3 a 3 na tarde deste sábado (22), nos Aflitos.

Com o resultado, a equipe comandada por Pintado chegou aos 8 pontos, estacionando no 6º lugar, enquanto o time comandado por Gilson Kleina subiu para a 12ª colocação, somando agora 4 pontos. Entretanto, ambos podem perder posições com o complemento da rodada.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar de jogar longe de seus domínios, o Juventude não quis saber de sofrer pressão do Náutico e partiu logo pra cima. Nos primeiros movimentos de jogo, a equipe gaúcha chegou a assustar o goleiro Jefferson na cabeçada de Wallace Tarta, mas a bola acabou indo para fora.

No entanto, os comandados de Gilson Kleina não se abateram e, aos 9 minutos, trataram de tirar o zero do marcador nos Aflitos. Aproveitando rebote de Luis Carlos na cabeçada de Salatiel, Erick completou para fazer 1 a 0.

Embalado pelo tento marcado, Timbu ampliou. Aos 14, Jean Carlos, aproveitando o cruzamento de Simões, não deu chances ao camisa 1 do Juve, e fez. 2 a 0.

Mesmo com o  prejuízo no placar, a equipe do técnico Pintado não desanimou. Com isso, no minuto seguinte, aos 15, o atacante Rafael Silva, após cruzamento de Igor, aproveitou para descontar, no lance que ainda machucou o goleiro Jefferson. 2 a 1.

Na sequência, já com Marcão assumindo o gol da equipe pernambucana, os donos da passaram a ditar mais o ritmo do confronto. Com Jean Carlos muito acionado no campo de ataque, o Náutico martelava em busca de mais um tento na esperança de aumentar ainda mais sua vantagem, porém, já na reta final da etapa, aos 40 minutos, Dalberto conseguiu igualar tudo, aproveitando erro de Rafael Ribeiro, mandando a bola no ângulo. 2 a 2.

SEGUNDO TEMPO

Na volta para a etapa final, com uma alteração para cada lado, quem levou a melhor foi a equipe gaúcha. Aos 5 minutos, outra vez ele, Dalberto, após cruzamento rasteiro de Igor. Virada do Juve nos Aflitos. 3 a 2.

Iniciando a reação após sofrer o terceiro tento no jogo, o Náutico ainda chegou a perder duas chances com Jorge Henrique em duas boas defesas do arqueiro João Carlos. Entretanto, mesmo mostrando vontade, o Timbu, aos 13 minutos, acabou perdendo Camutanga, que acabou sendo expulso.

Em desvantagem também em campo, o alvirrubro ainda seguia firme e forte em busca do empate. E conseguiu. Após Wilian Simões sofrer uma falta por trás de Gabriel Novaes, a arbitragem acabou marcando penalidade máximo lance, que acabou sendo convertida por Jean Carlos. 3 a 3.

Não gostando do resultado, Pintado ainda promoveu duas trocas tentando aumentar seu poder de ataque. Porém, as investidas do comandante não surtiram efeito dando a deixa a arbitragem colocar um ponto final nos Aflitos.