Grêmio x Internacional - Disputa

(Foto: SILVIO AVILA / AFP)

Futebol Latino
19/03/2020
14:08
Porto Alegre (RS)

Interrompidos os trabalhos como forma de prevenção a pandemia do coronavírus, o Grêmio chega aos seus 13 primeiros compromissos de 2020 com números semelhantes ao que conseguiu nesse mesmo recorte no ano passado. Se na temporada anterior foram nove vitórias, três empates e uma derrota, agora são oito triunfos, dois empates e três derrotas.

Contudo, mesmo no aproveitamento de pontos o clube sustentando números ainda bem interessantes, os questionamentos acerca do trabalho de Renato Portaluppi surgem de maneira mais intensa do que ocorreu no ano passado.

Se na Libertadores o início em resultados já tem sido bem melhor do que na última participação (quatro pontos em seis possíveis no ano em comparação a apenas um ponto de seis em 2019), a mudança de regulamento do Gauchão para esse ano complicou mais a situação com a ciência de que apenas uma vaga está em aberto para chegar a final. 

A queda na decisão do primeiro turno do Gauchão assim como o revés logo na estreia do torneio, ambas as vezes contra o Caxias, trouxeram consequências as quais o treinador antes com aura de "inatingível" acabou se expondo.

Sendo que, na principal linha de críticas, veio o apontamento de ter começado a decisão do turno no estádio Centenário com três volantes (Lucas Silva, Matheus Henrique e Maicon) sendo agregado a essa linha de questionamentos o fato do técnico optar por esse tipo de escalação tendo recebido nomes para reforçar o plantel como, por exemplo, o do meia Thiago Neves.