CSA x Figueirense

(Reprodução/Premiere)

Futebol Latino
06/10/2020
21:10
Maceió (AL)

Medindo forças  pela 14ª rodada do Brasileirão Série B, CSA e Figueirense entraram em campo na noite desta terça-feira (6), no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Com o resultado de 3 a 0, o Azulão recuperou-se da derrota para o Sampaio Corrêa chegando agora aos 16 pontos, pulando para a 12ª colocação. Já o time catarinense, graças ao tropeço para o rival alagoano, estacionou na 16ª posição com apenas 13 pontos, e poderá entrar no Z4 dependendo dos resultados na rodada.

O jogo

Com ambos os times precisando do resultado, a partida, sem dúvida, seria tensa do início do fim. Sendo assim, mesmo jogando fora de casa, o Figueirense iniciou o confronto pressionando o CSA, conseguindo dois escanteios logo no início, porém a defesa do time alagoano acabou levando a melhor e afastando o perigo.

Mas a equipe local não queria saber de dar chances ao time adversário. Com isso, aos 18 minutos, Paulo Sérgio, após pênalti marcado em Matheus Neris ao ser derrubado por Nadson, cobrou com categoria para fazer o primeiro na partida. 1 a 0.

Embalado pelo tento, o CSA seguiu melhor em campo. Após mais uma boa chegada, Nadson, com categoria, dominou a bola e mandou bonito para o fundo das redes de Rodolfo. 2 a 0.

Atrás no marcador, o Figueira, já na reta final, até que tentou pressionar. Entretanto, as tentativas por parte do time catarinense foram em vão, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final na etapa.

Sem alterações nos dois lados na volta para o segundo tempo, o técnico Elano promoveu sua primeira troca apenas aos 7 minutos, quando colocou Everton Santos no lugar de Marquinho. Entretanto, a mudança não surtiu efeito já que o time do CSA pressionava de todos os jeitos, conseguindo assustar com Paulo Sérgio e Pimpão.

Com o relógio andando, os dois comandantes recuaram para seus suplentes buscando um objetivo cada. Entre as trocas promovidas por Mozart, as saídas ficam por conta de Nadson e Pimpão, enquanto o treinador do time catarinense apostou suas fichas aumentando seu poder de ataque colocando Gabriel Lima e Keké.

Sem preocupar-se com o rival, o Azulão não quis saber e fez mais um no jogo. Aos 39, Pedro Lucas, que havia entrado momentos antes no lugar de Paulo Sérgio, bateu bonito por cima do goleiro Rodolfo, marcando um bonito gol. 3 a 0.

Até os acréscimos, o time visitante praticamente não ofereceu perigo. Sendo assim, a arbitragem soprou o apito para encerrar o duelo em Maceió com vitória tranquila do Azulão.