Futebol Latino
01/07/2021
18:01
Bragança Paulista (SP)

Embalado por sua campanha surpreendente no Campeonato Brasileiro, o Red Bull Bragantino entrou em campo disposto a conseguir mais um feito na competição, na tarde desta quinta-feira, no Nabi Abi Chedid, desta vez diante do Ceará. Entretanto, os mandantes esbarraram no forte sistema defensivo do Vozão que, por sua vez, segurou o empate sem gols até o fim. 

Com o resultado, o time comandado por Maurício Barbieri chegou aos 18 pontos, abrindo dois pontos para o segundo colocado, Athletico, hoje com 16. Já a equipe de Guto Ferreira, por conta do 0 a 0, chegou aos 10 pontos subindo para o 11º lugar.

Red Bull Bragantino x Ceará
Braga e Ceará ficaram no zero (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)

CEARÁ TEM INÍCIO FORTE, MAS PERMITE CRESCIMENTO DOS MANDANTES

Apesar de jogar longe de seus domínios, o Ceará não quis saber de sofrer uma pressão inicial por parte dos donos da casa e foi pra cima. Antes dos 5 minutos, apostou em jogadas ofensivas sendo a mais perigosa no chute de Marlon que acabou pegando no zagueiro do Red Bull Bragantino.

Percebendo que o Vozão não estaria disposto apenas a ficar atrás, o Massa Bruta, mesmo com alguns desfalques em campo, passou a igualar as ações. Sendo assim, com o passar do tempo, os donos da casa, tendo mais posse de bola, apareciam com mais frequência em seu campo de ataque, em jogadas que passavam muito sobre o camisa 10 Claudinho, assustando o goleiro Richard nas finalizações contra o seu gol.

PANORAMA EM CAMPO PERMANECE IGUAL ATÉ O TÉRMINO DA ETAPA

Diferente do que aconteceu após os primeiros minutos, até os acréscimos dados pelo árbitro Wagner do Nascimento Guimarães, o Bragantino seguia melhor e com mais posse de bola. Apesar de apostar em jogadas pelas pontas, acionando o atacante Artur, os mandantes pouco conseguiam criar, permitindo até que o rival conseguisse finalizar como no chute de Vina, que acabou indo para fora.

SEM MUDANÇAS PARA O SEGUNDO TEMPO

Mesmo com o placar zerado em Bragança Paulista, nenhuma equipe optou por mudanças visando o início do segundo tempo. Com isso, mantendo o esquema tático, o jogo, nos primeiros 15 minutos quem conseguiu dar mais trabalho foi o Ceará, obrigando Cleiton a fazer uma boa defesa na pancada de Fernando Sobral, após jogada individual do próprio jogador.

RETA FINAL GANHA EMOÇÃO

Vendo o relógio correr, além da pouca produtividade dos dois lados em campo, os comandantes então optaram por algumas trocas. Pelo lado do Red Bull, Eric Ramires e Pedrinho foram as apostas, enquanto que pelo lado do Vozão, Guto tentou mudar colocando nomes como Cléber, Jorginho, Kelvyn entre outros. 

Após as modificações, o confronto tinha tudo para mudar seu panorama morno para um mais agitado. Entretanto, mesmo acreditando no gol, as duas equipes acabaram não conseguindo criar grandes chances, nem mesmo por parte do Massa Bruta que, mesmo ficando em vantagem numérica nos minutos finais após expulsão de Cléber, aproveitou a chance e ficou no zero com o rival.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO x CEARÁ - 8ª RODADA DO BRASILEIRÃO SÉRIE A
Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 30 de junho de 2021, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Guimarães (FIFA-RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (CBF-RJ) e Luiz Claudio Regazone (CBF-RJ)
Cartões amarelos: Raul (RBB) / Bruno Pacheco e Marlon (CEA)
Cartões vermelhos: Cléber (CEA)

GOL:

RED BULL BRAGANTINO (Técnico: Maurício Barbieri)
Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan e Edimar; Raul (Chrigor, aos 47'/2ºT), Lucas Evangelista (Eric Ramires, aos 27'/2ºT) e Claudinho; Artur, Ytalo e Helinho.

CEARÁ (Técnico: Guto Ferreira)
Richard; Buiú, Messias, Gabriel Lacerda (Jordan, aos 16'/2ºT) e Bruno Pacheco; Marlon (Pedro Naressi, aos 29'/2ºT), Fernando Sobral e Vina (Jorginho, aos 25'/2ºT); Mendoza, Lima (Kelvyn, aos 26'/2ºT) e Saulo (Cléber, aos 25'/2ºT).