Arte - Fluminense x Vasco

Odair Hellmann e Ramon Menezes se encontram neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro (Foto: Arte/Lance!)

Felippe Rocha e Luiza Sá
29/08/2020
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O duelo entre Fluminense e Vasco deste sábado, o primeiro clássico dos rivais neste Campeonato Brasileiro, coloca frente a frente dois técnicos jovens, que iniciaram os atuais trabalhos este ano e cujas equipes vivem boa fase: do lado mandante, Odair Hellmann; do visitante, Ramon Menezes. Ambos querendo manter o alto astral recente. A partida, às 19h, terá transmissão em tempo real do LANCE!.

Odair assumiu para o início da temporada e levou o Flu à final do Campeonato Carioca após o título da Taça Rio. Mesmo com o vice-campeonato, a equipe saiu em alta, mas logo entrou em uma fase complicada. Foram oito jogos sem vencer entre o fim do Estadual e o início do Brasileirão. Porém, nas últimas semanas, o Tricolor, venceu o Internacional, que já briga no alto da tabela, de virada e vem de vitória fora de casa sobre o Athletico-PR. Além disso, ainda avançou na Copa do Brasil na última terça-feira, com uma convincente atuação.

Apesar de não ser unanimidade na torcida, o treinador tricolor tem a confiança do elenco e da diretoria. Mais próximo de encontrar o time ideal do Fluminense e contando com a boa fase de Nenê, Odair Hellmann tenta encerrar o complicado mês de agosto com mais um bom resultado para manter a confiança.

- Vejo uma crescente natural. Não podemos nos esquecer do que aconteceu, o tamanho da parada. Tivemos uma aceleração na retomada, com apenas oito dias, depois mais 20 dias sem competitividade. Dá uma dificuldade. Mas acho que a equipe progrediu, principalmente nos primeiros jogos, nos quais teve mais dificuldade. Buscamos variações que deram bons resultados - valoriza Odair.

TODOS 'RAMONIZADOS'

Já Ramon está em estado de graça por um trabalho iniciado justamente durante a paralisação do calendário por conta da pandemia da Covid-19. E deixa a torcida cruz-maltina para lá de empolgada com a invencibilidade nos sete jogos até aqui: são seis vitórias, um empate, vaga na quarta fase da Copa do Brasil, atuações que agradam à torcida e chegou a liderar o Campeonato Brasileiro, mesmo com um jogo a menos.


O clássico trará uma dificuldade para o comandante em relação à escalação, já que ele não terá o suspenso Andrey e nem Bruno Gomes, que testou positivo para o novo coronavírus. Este, inclusive, é o mesmo caso do jovem Vinícius, também fora.

- Todo mundo está feliz, satisfeito. Toda a torcida está contente neste momento. Os jogadores estão de parabéns por tudo. Tenho que falar muito da entrega, da dedicação e não posso deixar de falar de Vasco da Gama. Eles (jogadores) estão representando muito bem - exalta Ramon.

Uma eventual igualdade no placar não tiraria o sonho de nenhum dos dois treinadores. Mas ambos querem vencer e continuar subindo na tabela, mesmo às custas da felicidade do colega de profissão.