Roberto Carlos

Ídolo do Palmeiras, Roberto Carlos jogou pelo Corinthians entre 2010 e 2011 (Foto: Roslan RAHMAN / AFP)

LANCE!
02/07/2021
13:46
São Paulo (SP)

As histórias do futebol vão e vêm sempre, principalmente quando a polêmica envolve uma rivalidade. E foi nesse tema que Roberto Carlos trouxe à tona os bastidores de sua volta ao futebol brasileiro, em 2010. Em entrevista para o canal "Camisa 12", do apresentador Bolívia, no YouTube, o ex-lateral-esquerdo diz ter sido recusado no Palmeiras antes de acertar com o Corinthians.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Sem clube! Veja 25 jogadores brasileiros interessantes que estão livres

Jogador histórico do Verdão nos anos 90, tendo conquistado cinco títulos pelo clube, incluindo o Paulistão de 1993, que tirou os palmeirenses de uma longa fila, Roberto Carlos sempre teve seu nome ligado ao Alviverde quando fosse retornar ao futebol brasileiro após extensa e vitoriosa carreira na Europa, mas ele acabou parando no maior rival: o Timão, que na época estava melhor financeiramente.

No entanto, em entrevista ao canal "Camisa 12", o ex-lateral afirmou que sua primeira opção, de fato, era o Palmeiras e a segunda o Santos. Acontece que os valores da negociação fizeram o Verdão recusar o retorno, o que abriu caminho para Ronaldo, que estava no Corinthians, chamá-lo para o Parque São Jorge.

- Antes de ir para o Corinthians, eu conversei com o Palmeiras. Eles falaram que não tinha a possibilidade de fazer contrato comigo, porque acharam os valores altos, aí o Ronaldo, dois dias depois, me ligou falando "o que você foi fazer no Palmeiras?". E falou para eu ir no dia seguinte para me acertar com o Corinthians. Meu pai queria me matar, mas foi super legal. Quando voltei para o Brasil, a minha primeira opção era o Palmeiras e a segunda era do Santos, quando não tinha mais essas possibilidades, o Ronaldo me chamou para o Corinthians - esclareceu o pentacampeão pela Seleção Brasileira.

O sucesso pelo Timão, porém, não foi o mesmo que teve pelo Palmeiras. No Alvinegro, ele ficou por pouco mais de um ano, deixando o clube logo após a eliminação para o Tolima, na fase preliminar da Libertadores de 2011. Foram 64 jogos e 5 gols com a camisa corintiana. Já pelo Verdão foram 185 jogos e 18 gols em dois anos e meio, além de conquistar dois Brasileiros e dois Paulistas.