Vinícius Faustini
31/07/2021
23:20
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo está mais embalado do que nunca na Série B. Com gols de Chay e Diego Gonçalves, o Alvinegro derrotou o Vasco por 2 a 0, em clássico realizado na noite deste sábado, no Nilton Santos, e chegou ao seu terceiro triunfo seguido na competição.

O resultado leva a equipe de Enderson Moreira a 22 pontos na competição e ao nono lugar. Já o Cruz-Maltino estaciona nos 22 pontos, mas fica uma posição abaixo, por ter saldo de gols inferior (3 dos botafoguenses contra 2 dos vascaínos). Os alvinegros voltam a campo no domingo (8), às 16h, para medir forças com a Ponte Preta.

O Vasco, por sua vez, volta a campo pela Série B no próximo sábado (7), para enfrentar o Vitória no Barrarão. Porém, antes, na próxima quarta-feira (4), os cruz-maltinos direcionam suas atenções para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o São Paulo. A equipe precisa vencer por três ou mais gols de diferença em São Januário para obter a classificação diretamente. Uma vitória cruz-maltina por dois gols de vantagem leva a decisão para os pênaltis.

Botafogo x Vasco - Comemoração Chay
Chay marcou o primeiro gol do Botafogo contra o Vasco (Foto: Vitor Silva / BFR)

'EU VI O CHAY, EU VI O CHAY'...

Fulminante, o Botafogo precisou de um minuto para abrir o placar. Guilherme Santos desceu pela esquerda, tabelou com Diego Gonçalves e fez o cruzamento. Chay se desvencilhou da marcação, mas se enrolou na primeira conclusão. Com liberdade, Rafael Navarro ajeitou e o camisa 14 veio de trás para abrir o placar: 1 a 0.

Empolgado, o Alvinegro continuou a tentar investidas em especial pela esquerda. Chay lançou, Diego Gonçalves deixou Léo Matos e Castan para trás e exigiu Vanderlei em finalização cruzada. Além disto, uma cobrança de escanteio de Chay assustou a cambaleante defesa cruz-maltina.

VASCO DEMORA A ENGRENAR REAÇÃO

Aos poucos, a equipe de Enderson Moreira se retraiu em campo e permitiu que o Vasco se lançasse à frente. Porém, os cruz-maltinos continuavam vulneráveis e padeciam com contra-ataques adversários. Em um vacilo de Andrey, Chay cruzou e Rafael Navarro pecou na hora de concluir.

Somente aos 27 minutos, o Cruz-Maltino encontrou um Morato desceu até a linha de fundo e cruzou. Germán Cano bateu de primeira e a bola saiu rente à trave. Logo depois, o atacante foi acionado, desvencilhou-se de dois adversários e serviu Bruno Gomes. A tentativa do volante assustou Diego Loureiro.

ALVINEGRO TENTA ENCURRALAR

O Botafogo voltou do intervalo mais incisivo. Diego Gonçalves aproveitou uma brecha na intermediária e encheu o pé. A bola caprichosamente parou no travessão. Em seguida, Chay cobrou falta e Pedro Castro, livre, chutou para fora.

Novamente pela esquerda, Diego Gonçalves abriu caminho para Guiherme Santos. O lateral cruzou e Marco Antônio surgiu no meio da defesa e chutou por cima do travessão.

NADA DO VASCO SE ACERTAR 

Pouco a pouco, o Vasco esboçou nova reação. Morato passou por dois rivais e encheu o pé para defesa de Diego Loureiro. Mas a equipe não conseguia furar o bloqueio do Alvinegro. Somente com as mudanças de Lisca, veio nova oportunidade.  Germán Cano deu assistência e Sarrafiore encheu o pé, mas parou em defesa de Diego Loureiro.

FALTA PARA O VASCO... GOL DO BOTAFOGO!

Quando o Vasco parecia perto do gol, o Alvinegro consolidou sua goleada. Gabriel Pec cobrou falta na barreira. Em contra-ataque de almanaque, Warley fez uma acrobacia e conseguiu abrir caminho para Oyama. O camisa 5 serviu e Diego Gonçalves, com o gol escancarado, tocou na saída de Vanderlei. Preciso, o Alvinegro saía feliz do Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2x0 VASCO

Data-Hora: 31-07-21 - 21h
Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
​Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)

Cartões amarelos: Navarro, Diego Gonçalves (BOT) e Léo Matos (VAS)

Gols: Chay, 1/1T (1-0) e Diego Gonçalves, 43/2T (2-0)

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Guilherme Santos; Barreto, Pedro Castro (Oyama, 29/2T),  Chay (Frizzo, 37/2T), Marco Antônio (Warley, 29/2T) e Diego Gonçalves; Rafael Navarro (Rafael Moura, 32/2T). Técnico: Enderson Moreira

VASCO: Vanderlei; Léo Matos (Daniel Amorim, 39/2T), Ernando, Leandro Castan e MT; Bruno Gomes, Andrey (Juninho, 26/2T) e Marquinhos Gabriel (Sarrafiore, 32/2T); Morato (Gabriel Pec, 32/T), Germán Cano e Léo Jabá (Figueiredo, 26/2T). Técnico: Lisca