CSA x Botafogo

Cícero marcou o gol que iniciou a reação do Botafogo (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven)

João Vítor Castanheira
09/06/2019
21:19
Maceió (AL)

Glória no fim! Com o gol de Alex Santana, aos 48 do segundo tempo, o Botafogo virou para cima do CSA, venceu por 2 a 1, e conquistou sua primeira vitória fora do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro. Impetuoso no Rei Pelé, o Azulão saiu na frente, com gol de Carlinhos, mas perdeu fôlego nos minutos finais e viu Cícero iniciar a reação do Glorioso, na partida válida pela oitava rodada do Brasileirão, que colocou a equipe carioca no G4. 

Na próxima rodada, última antes da pausa para a Copa América, o Botafogo recebe o Grêmio no Nilton Santos, na próxima quarta-feira, às 19h15. O Alviceleste, na penúltima colocação, tenta a recuperação contra o Flamengo também na quarta, às 21h30, novamente no Rei Pelé. 

Mar bravo em Alagoas
Com o CSA marcando alto e o Botafogo contra-atacando com perigo, o duelo começou agitado como as águas da Praia de Jacarecica, norte de Maceió. Logo aos seis, três ondas alvinegras assustaram. Diego Souza recebeu na esquerda, tocou bonito por cima de Jordi, mas a bola pegou no travessão. No rebote, Luiz Fernando chutou forte, o goleiro do Azulão soltou, e Diego, que havia iniciado o lance, quase conferiu, mas o camisa 1 conseguiu se recuperar.

Sem saudades de Gatito
Pelos pés de Maranhão e Cassiano, o time alagoano continuava imprimindo velocidade e empurrava o Botafogo para trás, mas pecava no último passe. Restou arriscar de longe: Savio e Gomez exigiram boas defesas de Diego Cavalieri, que foi bem substituindo Gatito - na seleção paraguaia. 

Festa azul!
No segundo tempo, o Botafogo tentou povoar o campo de ataque e assim, oferecia espaços ao CSA. Justo em um momento que o Alvinegro parecia bem postado, porém, Carlinhos escapou nas costas de Erik, invadiu a área pela esquerda e foi encontrado pelo lindo lançamento de Gomez. De cabeça, o lateral estufou as redes da equipe carioca e fez explodir o Rei Pelé. 

Começou a reação
Nos últimos 20 minutos, o adversário sentiu o ritmo da partida, recuou, e o Botafogo soube aproveitar. Primeiro, Pimpão lançou Diego Souza, que em um mini 'Clássico da Amizade', parou em grande defesa de Jordi. Aos 37, um repeteco, mas dessa vez, com gol. O camisa 17 cruzou, Diego Souza subiu e escorou para Cícero, que invadindo a área, completou para o fundo do gol. 

Glória no fim!
Os donos da casa continuavam recuados e o Botafogo crescia em campo. A melhora do Glorioso surtiu efeito somente aos 48 do segundo tempo. Na raça, para fazer infartar o torcedor alvinegro, após cobrança de escanteio, Diego Souza ajeitou com o peito e a bola sobrou para Fernando, que chutou em cima de Jordi. No rebote, o lateral cruzou, e Alex Santana estufou as redes azuis para arrancar a virada e dar ao Botafogo a quinta vitória no Brasileiro. 

FICHA TÉCNICA
CSA 1 X 2 BOTAFOGO

Data/Hora: 08/06/2019, às 19h
Local: Estádio Rei Pelé, Maceió (AL)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) - Nota L!: 7,0 Bem nas decisões e no uso do Var
Auxiliares: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Árbitro de vídeo: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes de VAR: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Público e renda: não divulgado
Cartões Amarelos: Naldo e Luciano Castan (CSA); Rodrigo Pimpão (BOT)

Gols: Carlinhos, 16'/2ºT (1-0); Cícero, 37'/2ºT (1-1); Alex Santana, 48'/2ºT (1-2)

BOTAFOGO: Cavalieri; Fernando, Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero e João Paulo (L. Campos, 27'/2ºT); Erik (Rickson, 40º/2ºT), Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão, 27'/ 2ºT) e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca.

CSA: Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castan e Carlinhos; Naldo, Didira, Jonatan Gomez (Robinho, 39'/2ºT), Matheus Sávio (Dawhan, 33'/2ºT) e Maranhão (Madson, 17'/2ºT); Cassiano. Técnico: Marcelo Cabo.