Programa Tem Saída

Programa #TemSaída já está auxiliando mulheres na capital paulista - FOTO: Divulgação

Fellipe Lucena
17/01/2019
17:25
São Paulo (SP)

Corinthians, São Paulo e Palmeiras se tornaram parceiros oficiais do programa Tem Saída, criado pela Prefeitura de São Paulo para aumentar a oferta de emprego para mulheres vítimas de violência.

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente do São Paulo, e Paulo Buosi, vice-presidente e presidente em exercício do Palmeiras, assinaram o termo de compromisso em evento com o prefeito Bruno Covas, nesta quinta, na sede da Prefeitura. Os clubes se comprometeram a abrir vagas em seus quadros de funcionários.

- O envolvimento dos clubes ajuda a trazer credibilidade para o programa e a levar essa mensagem aos torcedores. Agradecemos ao Corinthians, ao São Paulo e ao Palmeiras - disse Bruno Covas.

O programa, apoiado também por Ministério Público, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, OAB-SP e ONU Mulheres, já encaminhou cerca de 250 mulheres para entrevistas de emprego.

- A mulher vítima de violência deve passar ou pelo MP ou pela Defensoria para acessar o programa. Precisamos que a mulher quebre o silêncio. Para o programa ser justo com a sociedade, precisamos ter certeza que essa mulher precisa de proteção. Uma vez que essa mulher é encaminhada para dentro do programa, nós buscamos vagas nas empresas que querem trabalhar com a causa das mulheres - disse Aline Cardoso, da Secretária Municipal do Trabalho e Empreendedorismo.

- Algumas das que foram encaminhadas para entrevista não se adaptaram ao perfil, não têm a escolaridade solicitada. Hoje o número de contratações já efetivadas é um pouco maior que 20 e tem 30 para serem efetivadas nos próximos dias. O programa se propôs a contratar 150 pessoas no ano. Se nós recebermos mais demandas, podemos buscar mais vagas. Estamos abertos para receber mais empresas que queiram aderir. Os clubes podem trazer empresas parceiras também - emendou Aline.

- Acima de tudo o que poderemos fazer é ser o fator divulgador de uma preocupação para a qual estamos todos atentos. Hoje tem saída - disse o são-paulino Leco.