Kanu - Vasco 0 x 4 Botafogo

Kanu foi peça fundamental no título da Série B pelo Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Fábio Lázaro e Sergio Santana
10/12/2021
12:25
Rio de Janeiro (RJ)

O Corinthians já tem o primeiro alvo para a defesa visando a disputa da Libertadores em 2022: Kanu, do Botafogo. O Timão estuda o nome do zagueiro de 24 anos para a próxima temporada, mas as negociações não prometem ser fáceis, isso porque o Glorioso promete colocar uma postura irredutível nas conversas.

> Campeonato Argentino 2021 terminando: veja 15 jogadores da competição que caberiam bem no Brasil

A situação financeira do Corinthians também pesa para uma possível dificuldade para a negociação ter um final feliz. O Timão não tem recursos para oferecer dinheiro ao Botafogo - os recentes negócios do time paulista são na base das luvas e salários, sem custos de transferência. A equipe teria que, possivelmente, oferecer jogadores em troca.

Vale ressaltar que ainda não há uma proposta oficial na mesa do Botafogo pelo Kanu, apenas o interesse do Corinthians. Pela postura do Alvinegro em situações do passado - com o São Paulo, por exemplo -, o clube tem noção da possível dificuldade.

O Botafogo, por outro lado, reluta sobre a ideia. A meta do clube para 2022 é arrecadar R$ 60 milhões em vendas de jogadores. Por isso, a prioridade da equipe, acima de tudo, é conseguir dinheiro. A única maneira do Alvinegro não aceitar isso seria com uma proposta praticamente 'irrecusável' envolvendo jogadores do Timão vinda do outro lado.

Por essa postura, o Corinthians monitora o jogador, mas entende que a situação é complicada. A equipe comandada por Sylvinho sabe que não possui recursos para entrar em concorrência pelo zagueiro, um dos destaques do Botafogo e um dos principais da posição na última Série B do Brasileiro.

O atual contrato de Kanu com o Botafogo, vale lembrar, acaba em dezembro de 2022. Ou seja, o zagueiro pode assinar pré-contrato com qualquer equipe e deixar o Alvinegro de graça a partir de julho - isso, claro, se não houver uma renovação no meio do caminho.