Chape

Divulgação

RADAR
16/11/2017
23:32
Chapecó (SC)

Chapecoense mantém sequência de invencibilidade diante do Vitória e consegue permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro do ano que vem. Há sete jogos sem perder, a equipe de Chapecó venceu o Leão por 2 a 1. O resultado deixa o Verdão do Oeste com 47 pontos, na nona colocação, e elimina as chances do time ser rebaixado.

O jogador do Vitória, David, aproveitou a falha de Jandrei, na Arena Condá, para abrir o placar. O goleiro saiu jogando errado e entregou a bola nos pés no meia do Leão, que não desperdiçou. A Chape conseguiu a igualdade aos 24 minutos com o gol de Arthur. No segundo tempo, o time de Chapecó virou o jogo com o gol de cabeça, de Túlio de Melo.

Jandrei admitiu que teve culpa no gol do Vitória durante a primeira etapa:

- Um erro meu, um erro de uma reposição. São coisas que acontecem. Não foi a primeira vez e nem vai ser a última. Isso só acontece com quem trabalha e com quem tenta jogar futebol não só a base do chutão - justificou o jogador. 

O goleiro elogiou a equipe e agradeceu o suporte que os companheiros deram a ele, quando falhou na reposição de bola:

- Graças a Deus conseguimos o principal objetivo do clube. Só tenho a agradecer a esse grupo maravilhoso. Quando eu errei, eles me abraçaram falaram que estavam junto comigo. Agora vamos buscar coisas maiores no campeonato.

Túlio de Melo ressaltou que o sentimento é de dever cumprido após equipe vencer time baiano e atingir meta de permanecer na Série A de 2018:

- Precisávamos vencer esse jogo para ter a certeza da Série A, no ano que vem. É uma sensação de missão cumprida. Não foi fácil a situação a gente pegou o clube, no início do ano. Todos sabemos da grande tragédia que aconteceu. Nós tivemos que tirar força lá do fundo para conseguir fazer essa temporada. O objetivo principal do nosso time, que era se manter na Série A, está concretizado.

O atacante dedicou o feito aos falecidos jogadores da Chape e também aos seus familiares.

- Queria aproveitar e dedicar essa permanência a todos os familiares daqueles que se foram. A gente não pode esquecer que o motivo maior da gente estar aqui hoje foi uma grande tragédia. Sinto o dever cumprido de ter deixado a Chapecoense ao menos no lugar que ela estava no ano passado. É o mínimo que eles mereciam, o mínimo que a família deles merece - disse o jogador.

Sobre o seu futuro no time de Chapecó, Túlio de Melo afirmou ser incerto mas que os jogadores tem grandes planos para a Chapecoense:

- Não sei ainda, a gente não conversou nada. Tudo dependia muito dessa permanência na primeira divisão. Agora que estamos na Série A, não é por isso que vamos abaixar o pé. Já que nos deram corda a gente tem objetivos aí pra frente, vamos tentar alguma coisa maior.

No próximo domingo, a Chapecoense encara o Atlético-GO, pela 36ª rodada do Brasileiro. A partida será realizada às 17h, no Serra Dourada.