Taça do Brasileirão de Aspirantes

Troféu foi conquistado em 2020 pelo Ceará (Thais Magalhães/CBF)

Futebol Latino
10/06/2021
14:37

Com 16 equipes divididas em dois grupos, começa nesta quinta-feira (10) o Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Sem participação de diversos clubes grandes, aqueles que estão no torneio aproveitam a competição para dar oportunidade aos garotos recém-formados da base e promover minutagem aos jogadores sem tanto espaço nas equipe principais.

>Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

O gerente de futebol do Bahia que tem experiência com trabalhos voltados à captação e formação de atletas visando o profissional, Júnior Chávare, explica a importância desse campeonato para os jogadores que ainda buscam a primeira chance nos times principais.

- Para os atletas que não se encontram preparados para performar nas equipes principais, é um objetivo de continuidade. É dado um tempo a mais para eles conseguirem sua evolução profissional - analisou.

O Bahia está no Grupo B que conta com Avaí, Coritiba, CRB, Fluminense, Fortaleza, RB Bragantino e Santos. Segundo Chávare, a equipe baiana pretende utilizar os jogadores na faixa de 19 a 21 anos.

- Isso vai permitir que a gente consiga queimar algumas etapas na formação dos atletas e, ao mesmo tempo, ganhar a minutagem necessária para que esses possam estar preparados para a equipe principal assim que for necessário - concluiu o dirigente, que teve passagens vitoriosas na base de Grêmio e São Paulo, e, em fevereiro deste ano, deixou a coordenação das categorias de base do Atlético-MG após dois anos no cargo.

Nesta edição do torneio, a principal novidade é o Cuiabá, que disputa a competição pela primeira vez na história. A equipe de Mato-Grosso deve aproveitar o torneio para revelar e testar os atletas da categoria sub-20. Para compor o elenco, alguns jogadores da equipe principal, que tiverem pouco tempo de jogo, também podem receber oportunidades.

- Nós vamos focar essa competição na revelação de atletas. É um projeto para que a gente utilize jogadores de 17, 18 e 19 anos para formar jogadores dentro do clube - explicou o vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch.

O dirigente também detalha sobre a preparação da equipe para a disputa da competição.

- Estamos há um bom tempo nos preparando e treinando. É um planejamento que vem desde o ano passado, visando o fortalecimento das categorias de base do Cuiabá - acrescentou.

A estreia do Cuiabá acontece nesta quinta-feira (10) às 17h (de Brasília) no estádio Dito Souza, em Várzea Grande, diante do Fortaleza, que jogou a competição pela primeira vez na temporada passada. Na última edição, a equipe fez uma campanha de duas vitórias, três empates e três derrotas, ficando em quinto lugar do Grupo B na primeira fase.

O presidente do Leão do Pici, Marcelo Paz, ressalta que o torneio colabora na transição dos jogadores da base ao profissional.

- O Brasileiro de Aspirantes é importante para dar rodagem a atletas jovens, que ainda não estão no elenco principal, e trazer os de projeção que querem um espaço no elenco do Fortaleza num nível competitivo alto - ratificou o presidente.

No Aspirantes, o Fortaleza será comandado por Léo Porto, auxiliar técnico fixo do clube e que já comandou alguns jogos da equipe profissional no Campeonato Brasileiro, na temporada passada.

- Com muitos treinos e atividades em conjunto, o treinador do sub-23 também trabalha com o elenco principal, então é uma sinergia grande para que a gente possa observar e aproveitar esses garotos - concluiu o mandatário do Leão do Pici.