William Correia
03/02/2018
19:00
São Paulo (SP)

São Paulo já viveu um clima de Carnaval neste sábado, com blocos espalhados pela cidade. Ainda assim, 13.624 torcedores preferiram ir ao Morumbi para encarar garoa fina, vento frio e mais uma atuação pouco convincente do time de Dorival Júnior. Porém, teve vitória: 2 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto.
Apesar do resultado, o Tricolor sofreu: levou duas bolas na trave e ainda viu Sidão fazer defesas importantes. Mesmo assim, no segundo tempo, o gol de Diego Souza, aos cinco minutos, e o pênalti convertido por Cueva, aos 38, garantiram três pontos no Campeonato Paulista.


É assim que se faz
No intervalo, Dorival abriu mão de Brenner para colocar Cueva, fazendo o time receber aplausos de torcedores que vaiaram a equipe no intervalo. Após três jogos vetado pela diretoria, o peruano entrou com vontade e o São Paulo melhorou na criação, tanto que fez o gol.

Se o Botafogo desperdiçou chances claras, os donos da casa, na primeira oportunidade que teve, balançou as redes: Reinaldo cruzou da esquerda e Diego Souza empurrou para o gol. Faltaram muitas qualidades ao São Paulo neste sábado, mas não eficiência, como a jogada provou.

Para interromper os sustos, Serginho agarrou Bruno Alves na área. Pênalti que Cueva converteu, aos 37 minutos, acalmando de vez o jogo.

Trave da casa
O Botafogo fez mais do que preencher sua intermediária defensiva: dava botes precisos e forçava o erro de passe do São Paulo. E logo entendeu que, nas coatas dos laterais e pontas, acharia espaço.

Nesse cenário, acertou a trave duas vezes no primeiro tempo: com Taylor, aos três minutos, e Dodô, aos 25. Aos 41, Bruno Moraes ainda chutou rente ao gol de Sidão.

Sidão salva
O São Paulo ficou mais ajustado no segundo tempo, mas seguiu errando e dando chances ao rápido Botafogo. Mas, após o intervalo, o vilão do time de Ribeirão foi Sidão, que fez milagre em chute cara a cara de Willian Oliveira, aos nove minutos

Agenda e situação na tabela
O São Paulo chega a sete pontos e à liderança do grupo B (supera a Ponte Preta no saldo de gols). Na quarta-feira, recebe o Bragantino.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 BOTAFOGO-SP
Local:
Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 3/2/2017 - 17h
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira e Evandro de Melo Lima
Público/renda: 13.624 pagantes/R$ 354.618,20
Cartões amarelos: Bruno Alves e Reinaldo (SAO), Diones, Plínio e Danielzinho (BOT)
Cartões vermelhos: -
Gols: Diego Souza (5'/2ºT) (1-0), Cueva (38'/2ºT) (2-0)

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Reinaldo (Edimar, aos 30'/2ºT); Jucilei, Petros e Nenê (Shaylon, aos 33'/2ºT); Marcos Guilherme, Brenner (Cueva, no intervalo) e Diego Souza. Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO-SP: João Lucas; Lucas Taylor (Carlos Henrique, aos 40'/2ºT), Plínio, Naylhor e Peri; Serginho, Diones, Willian Oliveira (Jheimy, aos 29'/2ºT), Dodô e Danielzinho (Wesley, aos 13'/2ºT); Bruno Moraes. Técnico: Léo Condé.