Flamengo levantando a taça de campeão

Flamengo é o atual campeão do Brasileirão (Delmiro Junior/Photo Premium/Lancepress!)

LANCE!
07/08/2020
23:13
Rio de Janeiro (RJ)

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira, a CBF confirmou que, em comum acordo com a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol), irá diminuir o tempo de intervalo entre um jogo e o outro de um time no atual Campeonato Brasileiro. Anteriormente, o acordo era de 66 horas de descanso. Com a medida editada, passa a ser de 48 horas (ou seja, dois dias). O principal motivo para a decisão é o calendário, apertado devido à paralisação do futebol em função da pandemia da Covid-19.

Em princípio, a medida vale somente para a primeira divisão da competição nacional, já que muitos times disputam o torneio junto da Copa do Brasil e da Libertadores ou Sul-Americana. Além disso, ainda há decisões de campeonatos estaduais para serem realizadas.

No entanto, a redução do intervalo tem um limite de quatro jogos por time. Por isso, nenhum clube terá dois intervalos curtos de dois dias de forma consecutiva, visando o bem-estar da saúde e da forma física dos atletas

O Campeonato Brasileiro de 2020 começa neste sábado e irá até fevereiro de 2021. No entanto, devido às finais de alguns campeonatos estaduais coincidirem com a jornada inicial no final de semana, três jogos foram adiados. 

A medida contou com a anuência do Ministério Público do Trabalho e a homologação do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região com sede em Campinas (SP).

Confira a nota na íntegra:

"A Confederação Brasileira de Futebol e a FENAPAF - Federaçao Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, com a anuência do Ministério Público do Trabalho e a homologação do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas), vêm a público informar que aditaram o acordo que estabelecia o intervalo mínimo de 66 horas entre partidas de competições coordenadas pela CBF, para estabelecer que, durante a temporada de 2020, de forma absolutamente excepcional e somente se necessário, poderão ser marcadas partidas com intervalo mínimo de 48 horas. Tal medida se aplica inicialmente à Série A, podendo ser estendida a outras competições de âmbito nacional mediante o mesmo critério adotado, ou seja, consulta prévia aos clubes e atletas.

A redução do prazo ficará limitada ao máximo de quatro partidas por equipe na competição, sendo que o intervalo entre duas partidas nessas condições não será inferior a 15 dias por clube. Além disso, nenhuma equipe disputará duas partidas seguidas com referido intervalo reduzido.

A CBF e a FENAPAF reafirmam a excepcionalidade da medida e asseguram que a mesma só será adotada com o objetivo de que as competições da temporada 2020 não avancem ainda mais sobre o calendário de 2021, garantido o trabalho seguro aos atletas, bem como um período de descanso ao final de 2020 e férias integrais ao final de 2021."