Zidane - Real Madrid

Segundo Zizou, Cristiano Ronaldo e Sérgio Ramos se completam (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP)

LANCE!
05/09/2018
11:17
Madri (ESP)

O ex-treinador do Real Madrid, o francês Zinedine Zidane, tri-campeão da Liga dos Campeões pelo clube, deu uma entrevista ao site da Uefa e falou sobre sua trajetória no Real Madrid. Os momentos bons e os ruins, sua relação com os jogadores e revelou detalhes da sua filosofia de jogo.

- Sempre permaneci fiel a filosofia futebolística que transmiti aos meus jogadores, independente de quais eram nossos oponentes. No Real Madrid tem que ganhar tudo e manter um certo nível de jogo - disse Zidane

Zidane foi muito vitorioso em sua curta passagem como treinador do Real Madrid e no seu início de carreira como treinador. O período, porém, não foram apenas bons momentos e o francês falou sobre os momentos ruins.

- Nunca tive a impressão de que a equipe entrou em pânico. Quando você trabalha com jogadores de qualidade alta, sabe como administrar esses períodos de jogo quando não se joga bem e a normalidade volta rapidamente. Meu trabalho era manter todos calmos - relembra o treinador

Por fim, Zizou comentou o que aprendeu com a sua primeira experiência como treinador e o que pode tirar das três conquistas que obteve da Liga dos Campeões.

- Quando você trabalha com jogadores talentosos e experientes, o mais importante é manter a calma. Isso era o que eu necessitava quando era jogador e esse é o foco que tento adotar como treinador - finalizou o treinador

Confira outros trechos da entrevista

Benzema, jogador de equipe
Karim foi importante para o equilíbrio do ataque, em relação a como eu queria que a equipe atacasse. Ajudou a implementar o nosso jogo de posse. Se botou a disposição e é um verdadeira jogador de equipe

Cristiano Ronaldo e Sérgio Ramos se completam
Ambos são jogadores de muita energia e influência dentro de campo. Sérgio Ramos é um líder natural e uma grande presença no vestiário. Cristiano Ronaldo é um líder dentro de campo, que inspira seus companheiros de equipe. Se complementavam bem.

A Champions mais especial
As três foram fantásticas. A primeira se destacou por ser a minha primeira como treinador. A segunda foi simbólica e intensa, contra a Juventus e uma ação excepcional no segundo tempo. A terceira coroou as minhas três temporadas como treinador do Real Madrid.