Troféu da Eurocopa

Eurocopa promete ser muito disputada nesta temporada (Foto: AFP)

LANCE!
09/06/2021
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O futebol na Europa está mais forte do que nunca após as quatro últimas Copas do Mundo vencidas por Itália (2006), Espanha (2010), Alemanha (2014) e França (2018). Além das três forças, Portugal conquistou a Eurocopa em 2016, enquanto outros times que ficaram sumidos nos últimos anos reaparecem com força e podem brigar pelo título.

Veja os favoritos para a conquista da Eurocopa:

Itália: Desde a Copa do Mundo de 2006, a Squadra Azzurra vem decepcionando seus torcedores com eliminações nas fases de grupo nos Mundiais de 2010 e 2014, além de nem ter se classificado para a Copa de 2018. No entanto, o time de Roberto Mancini passa por um momento de reconstrução, faz uma boa campanha na Nations League e conta com Ciro Immobile, último vencedor da Chuteira de Ouro, para liderar o país no torneio.

> Veja a tabela da Eurocopa

Bélgica: Desde a Copa de 2014 há muita expectativa sobre a "Geração Belga" comandada por Hazard, Lukaku e De Bruyne nas quatro linhas. Após chegar nas quartas de final do Mundial do Brasil e nas semifinais na Rússia, a equipe de Roberto Martínez ainda não conquistou um título. No entanto, muitos dos atletas estão no auge de suas vidas e buscam se redimir da última Euro em que foram eliminados para o País de Gales.

Holanda: Após um longo sumiço por não terem participado da Euro 2016 e da Copa do Mundo de 2018, a Holanda volta ao cenário europeu, mas passa por um momento de reconstrução. O elenco possui boas peças, principalmente do meio para frente, como Wijnaldum, De Jong, Depay, além de jovens promissores e que buscam surpreender os adversários.

Inglaterra: O time de Gareth Southgate talvez seja o grande favorito junto com a França para erguer o troféu da Euro este ano. Após parar na semifinal do último Mundial, a equipe possui jogadores com muito talento e que já são os principais atletas em seus times. Os ingleses venceram seus amistosos preparativos e contam com Sancho, Rashford, Mount e grande plantel para vencer uma taça que não ganha desde 1966.

Espanha: La Roja também passa por um período de reconstrução após o fim da grande geração que venceu a Copa do Mundo de 2010. No entanto, o time de Luis Enrique vem convencendo, principalmente após a vitória por 6 a 0 sobre a Alemanha na Nations League e a classificação para a semifinal da competição. No entanto, a seleção está desfalcada de Busquets, que testou positivo para Covid-19 e espera não ter novos problemas.

França: Atual vice-campeã da Euro 2016 e campeã da Copa de 2018, a França é a principal potência do futebol mundial. O time de Deschamps e liderado por Mbappé e Griezmann é muito forte no ataque e consistente na defesa, além de já ser um plantel maduro. No entanto, o primeiro grande obstáculo dos Bleus será o grupo com Alemanha e Portugal.

Alemanha: Este é o último torneio na Era Joachim Low, que deixa o comando da seleção alemã após 15 anos para Hansi-Flick ocupar seu lugar. A equipe não passa por seu melhor momento, mas conta com veteranos, como Thomas Muller e Neuer, além de jovens como Gnabry e Kimmich para sonhar com o título. Nunca se pode descartar da briga uma equipe pentacampeã mundial.

Portugal: O atual campeão da Eurocopa parece chegar com mais força do que em 2016. A equipe de Fernando Santos ainda é liderada por Cristiano Ronaldo, mas o camisa sete ganha a companhia de grandes atletas de níve mundial, como Diogo Jota e João Félix.