Léo Jabá

Léo Jabá realiza fisioterapia para voltar a jogar (Foto: Arquivo Pessoal)

LANCE!
19/01/2021
23:29
Rio de Janeiro (RJ)

O atacante Léo Jabá acha que está próximo do seu ápice físico e técnico após um período de treinamentos no Brasil neste começo de ano. Recuperado e de volta aos gramados desde o último ano, o atleta projeta um 2021 diferente e a sua preparação física é determinante para isso. Sob os cuidados do fisioterapeuta Rodrigo Bergenthal no Brasil, o atleta se sente preparado e pronto para voltar a jogar.

Com apenas 22 anos de idade, Leo Jabá é considerado uma das grandes revelações do Corinthians nos últimos anos. Saiu do clube ainda jovem e está na sua terceira temporada no clube grego. Por lá foi comandado por Abel Ferreira, que hoje é técnico, curiosamente, do Palmeiras. Depois da experiência de 2020, o jogador traçou planos e metas individuais para este ano e tudo começa pelos treinamentos feitos no Brasil.

- É a rotina que eu amo. Sempre fui um jogador que gostou de trabalhar e agora não está sendo diferente. Tive um 2020 diferente, pela minha lesão em particular e também por conta da Covid-19, que mudou a rotina de todos. Aqui no Brasil faço meus trabalhos físicos e de força, além do lado técnico. A minha lesão já ficou para trás há muito tempo. Já tenho toda minha força para arrancar e ter explosão, além de toda a parte técnica. Esse ano não será como o que passou, falando individualmente. Fisicamente me sinto totalmente preparado - falou, para concluir.

Leo Jabá e Rodrigo Bergental
Leo Jabá ao lado do fisioterapeuta Rodrigo Bergenthal (Foto: Arquivo Pessoal)

- O foco é evoluir e acredito que com os treinos que estou fazendo tudo acontecerá naturalmente. Sinto uma saudade enorme de poder fazer o que mais amo – jogar -, e do calor da torcida. Estou preparado e pronto. Tenho certeza que 2021 será um grande ano - disse.

Pelo PAOK, Léo Jabá acumula 50 partidas e 18 participações diretas em gols - sendo 11 assistências e sete gols anotados pela equipe grega. O atacante foi o grande nome na conquista do Campeonato Grego de 2018/19, título que acabou com um jejum de 34 anos da equipe.