Cavani e Mbappé - Amiens x PSG

Cavani interessa grandes clubes europeus (Foto: AFP)

LANCE!
20/03/2019
11:20
Paris (FRA)

O PSG conseguiu escapar de uma punição da Uefa por conta de fair play financeiro. O que parecia uma assunto encerrado, ganhou novos capítulos. Segundo o jornal francês 'L'Equipe', o clube ainda precisa fazer um ajuste de 150 milhões de euros (R$ 642 milhões) em seu balanço financeiro para equilibrar suas contas e evitar novas investigações. Uma saída seria a venda de jogadores.

Saídas

Ainda de acordo com a publicação, os valores relativos as compras de Neymar, Mbappé e Leandro Paredes ainda seguem pendentes em relação a exames da Uefa. Já segundo o 'Footmercato' é inevitável que, para equilibrar as contas, o clube parisiense tenha que se desfazer de alguns atletas.

Opções

A imprensa europeia especula a saída de alguns jogadores da equipe. Os nomes mais fortes são Cavani e Rabiot. O atacante uruguaio interessa ao Napoli e o Atlético de Madrid. O volante francês vive embargo com a equipe: não teve contrato renovado e está suspenso por indisciplina. Juntos, os dois jogadores somam 85 milhões de euros (R$ 364 milhões).

Solução?
O jornal espanhol 'As' indica que o PSG vai ter um novo patrocinador na próxima temporada, o grupo hoteleiro Accor, que, para estampar a marca na camisa dos parisienses, deve pagar 50 milhões de euros (R$ 214 milhões), quase o dobro do que o antigo patrocinador. O acordo, porém, pode implicar controvérsias com a Uefa, tendo em vista que o grupo acionista do PSG também é dono de ações do grupo hoteleiro.