Stéphanie Frappart - Liverpool x Chelsea

Francesa comandou o jogo entre Liverpool e Chelsea (Foto: AFP)

LANCE!
14/08/2019
20:13
Istambul (TUR)

Nesta quarta-feira, a decisão da Supercopa da Uefa entre Liverpool e Chelsea, na qual os Reds levaram o título em cima dos Blues com uma vitória nos pênaltis por 5 a 4, outro fato teve um grande destaque. Pela primeira vez na história, uma árbitra comandou uma final da Uefa. 

A árbitra francesa Stéphanie Frappart foi a responsável por apitar a decisão em Istambul e teve uma atuação segura em meio à rivalidade entre as equipes inglesas. 

POLÊMICAS
Logo nos primeiros minutos de jogo, o Liverpool reclamou de um pênalti não marcado em bicicleta de Mané, que explodiu no braço de Christensen, mas Frappart não considerou o lance faltoso e mandou o jogo seguir. O lance não teve reclamações dos jogadores dos Reds.

Já na prorrogação, um lance capital da partida teve atuação da árbitra. O gol de empate do Chelsea, marcado por Jorginho, foi por meio de um pênalti marcado por Frappart. Abraham foi derrubado na área por Adrian e a árbitra foi convicta ao apontar para a marca da cal, apesar da reclamação dos jogadores do Liverpool. O árbitro de vídeo confirmou a decisão da francesa.

HISTÓRICO
Além de ter sido a primeira árbitra na história a ter apitado uma final masculina da Uefa, Frappart foi a responsável por comandar a final da Copa do Mundo Feminina deste ano, na França, entre Estados Unidos e Holanda, na qual as americanas levaram o título.

Sua atuação segura e convicta rendeu elogios do responsável pela arbitragem do futebol europeu, o ex-árbitro italiano Roberto Rossetti, que elogiou Frappart no dia de sua escolha para ser a árbitra da Supercopa.

- Stéphanie provou ao longo de vários anos que é uma das melhores árbitras não apenas na Europa, mas em todo o mundo. Ela tem a capacidade de comandar no maior palco, como ela provou na final da Copa do Mundo Feminina deste ano - destacou.