Piqué - Barcelona

Catalunha, região do Barcelona, vive momento político instável e diverge com governo espanhol (Foto: AFP)

LANCE!
28/02/2019
10:41
Barcelona (ESP)

O presidente da liga espanhol (La Liga), Javier Tebas, em coletiva, nesta quinta-feira, falou sobre mudanças de formato no campeonato, assim como de horários, além de ter respondido a declaração de Piqué sobre a situação de independência da Catalunha. O zagueiro pediu que a TV se concentrasse em falar dos presos políticos do que do VAR. Tebas disse que não existem presos políticos na Espanha e que o zagueiro não entende de justiça.

- Piqué é um grande jogador de futebol, um grande zagueiro, mas de justiça entende pouco. Aqui não tem presos políticos, tem gente que tentou cometer um delito de rebelião, segundo o Fisco e o Estado espanhol e, através da justiça, estão sendo julgados por isso. Insisto, é um grande jogador, grande empresário, mas um jurista ruim - disse o espanhol

A declaração
A declaração de Piqué foi feita após a vitória do Barcelona sobre o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, por 3 a 0, pelo jogo de volta da semi da Copa do Rei. O zagueiro taxou como "injusta" as prisões de alguns líderes separatistas, que buscam a independência da região.

O panorama político
Em dezembro de 2018, os independentistas garantiram maioria absoluta na eleição regional na Catalunha. O governo espanhol destituiu o então presidente regional, Carles Puigdemont, que tinha declarado a independência. No último sábado, outros cinco políticos catalães foram presos, acusados de rebelião, por tentar arquitetar uma nova independência, incluindo o candidato a presidente da região, Jordi Turull, o que desencadeou protestos da população.